Bom dia, Domingo 15 de Setembro de 2019

Artigo

Privatizar ou não?

19 de Agosto de 2019 as 10h 59min

Há quem diga que privatizar é a saída. Outros defendem que passar para empresas privadas o que é das estatais é entregar o que é nosso para “raposas” comerem os “ovos de ouro”.

Já o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, acredita que a privatização pode ser a melhor saída para resolver alguns problemas da máquina pública. Repetindo o que fez o então presidente, Fernando Henrique Cardoso, privatizando a maioria das estatais.

No contexto regional, Sinop está na pauta e na mídia brasileira. A cidade que será o portal de mais uma privatização, ou seja, no pacote de privatizações anunciadas pelo governo, a capital do Nortão na concessão à iniciativa privada o trecho da BR-163 entre Sinop e Miritituba, no Pará. A previsão é que o leilão ocorra no fim deste ano ou no início do próximo. A rodovia é considerada estratégica para o escoamento da safra de grãos produzidos no Centro-Oeste até os portos do Região Norte para a exportação.

Vamos a três exemplos de privatizações que deram: 1 - Embraer - resultou na retomada de seus investimentos e melhorou principalmente a gestão interna, o que fez com que os resultados da gestão privada aparecessem. 2 - Vale (antiga Vale do Rio Doce) - quando foi privatizada, em 1997, a Vale era a maior exportadora de ferro do mundo, o que gerou certa “antipatia”. Mas o sucesso da Vale foi imediato. Um ano após a privatização, o lucro da empresa aumentou em quase 50% e os seus números melhoraram ano após ano, estando em 2017 com R$ 2,1 bilhões de reais em caixa livre. 3 - Telebrás - hoje temos serviços de telecomunicação avançados, mais baratos e de melhor qualidade.  É importante salientar, porém, que estes avanços não foram possibilitados somente pela privatização. Em muito se deve também aos avanços tecnológicos inerentes à privatização do sistema.

Afinal, o pacote é uma boa opção? Seria uma boa decisão do governo ou a venda das estatais “a preço de banana”?

*Fernando Oliveira (Industrial gráfico em Sinop)

Fernando Oliveira

Artigo

COMENTARIOS