Boa tarde, Sexta Feira 26 de Maio de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Com inflação moderada, cenário econômico de Sinop é favorável

GC Notícias | 22/11/2016 17:43
Foto: Jamerson Mileski

Outubro fecha com inflação de 0,20%, criando expectativa de 2016 com inflação abaixo de 6%

Os preços ao consumidor em Sinop dão indícios de estabilidade. É o que aponta o relatório elaborado pelo departamento de economia da Unemat, em pareceria com a CDL Sinop, referente ao mês de outubro. A análise econômica foi apresentada na tarde desta terça-feira (22) e mostra um cenário “tranquilo e favorável”.

De acordo com o economista Udilmar Zabot, a inflação referente ao mês de outubro em Sinop foi de 0,20%, uma leve alta em comparação com o mês anterior, mas dentro da expectativa de desaceleração no aumento dos preços. Em julho, o índice registrou uma inflação de 0,53%.Desde então o percentual caiu para 0,29% em agosto e 0,10% em setembro, indicando um período de conformação. “Tivemos uma alta em outubro mas está dentro de um patamar satisfatório”, analisou o economista.

Com o registro de outubro, a inflação acumulada no ano é de 4,95% - abaixo da nacional, que é de 5,78%. Se o cenário se mantiver em novembro e dezembro, estima Zabot, Sinop fechará o ano com uma inflação abaixo de 6%. “Estaremos, tecnicamente, dentro da meta do governo, em um dos melhores cenários possíveis”, explicou.

De acordo com o relatório, no mês de outubro 7 dos 9 grupos de consumo avaliados tiveram leves altas. O que mais pressionou a inflação foram os custos relacionados a Saúde, responsáveis por 0,12%. Em contrapartida, as despesas com Habitação tiveram queda de -0,10% no índice. “O IPC Sinop [Índice de Preços ao Consumidor] mostra que em outubro houve uma pequena adequação nos preços em setores que estavam estabilizados”, relatou o economista.

Os 13 itens que compõem a Cesta Básica, outro indicador econômico medido pelo departamento, registraram queda de 1,66%. O valor da cesta foi de R$ 419,22 no mês de outubro. Destaque para a redução nos preços da farinha de mandioca, tomate e batata.

 

Otimismo cauteloso

Quanto a percepção da classe empresarial sobre o cenário econômico de Sinop, o relatório mostra um “otimismo cauteloso”. O ICE (Índice de Confiança Empresarial) registrou 112 pontos em outubro – média que se mantém com pequenas oscilações há 3 meses. O indicador mede o otimismo do empresariado local referente a Venda, Adimplència, Segmento empresaria, Investimento, Contratações e Economia local. O índice vai de 0 a 200 pontos – 112 significa que há mais empresários otimistas do que pessimistas. “Desde julho o ICE está relativamente estável. A classe empresarial esboça um otimismo cauteloso, sem grandes investimentos, mas confiante em uma melhora da economia”, avaliou Zabot.

Já os consumidores estão mais otimistas. O ICC (Índice de Confiança do Consumidor), também medido pela Unemat, registrou uma alta de 21,13% no último mês. O indicador avalia a percepção dos consumidores sobre Inflação, Desemprego, Renda Pessoal, Endividamento, Compras e Saúde Financeira. Quatro dos seis itens tiveram avaliação positiva, com destaque para Compras, que subiram 87%. Ou seja, o consumidor está querendo voltar a gastar. De preferência comendo fora e viajando.

É o que mostra outro indicador, o IIC (Índice de Intenção de Consumo), que teve uma lata de 2,55% em novembro. Nesse indicador, os consumidores informam com o que pretendem gastar. Restaurantes tiveram alta de 48,4%. Lazer e Viagens subiram 18%.

Em contrapartida, houve queda na intenção de consumo do segmento de vestuário (-20,6%) e Educação/Cultura (-14%). Ao que tudo indica, o final de ano terá mais saídas de casa, mas sem roupa nova.

Fonte: Jamerson Mileski