Boa noite, Domingo 21 de Outubro de 2018
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Comida, saúde e transporte pressionam a inflação no mês de abril

GC Notícias | 18/05/2018 11:49

Inflação em Sinop no último mês foi de 0,33%

O custo de vida na cidade de Sinop ficou levemente mais caro no mês de abril. É o que mostra o levantamento realizado pelo departamento de economia da Unemat, em parceria com a CDL Sinop, que monitora há 3 anos a variação local dos preços. Conforme o relatório referente ao mês de abril, a inflação em Sinop foi de 0,33%.

Esta é a maior alta registrada em 2018 até agora, sendo duas vezes maior que no mês anterior. A inflação é medida através de 9 grupos de consumo, cada um com uma participação percentual na renda familiar. Os grupos com maior peso são Alimentação e Transporte, este último com maior alta. O custo dos itens que compõem o grupo Transportes subiu +0,43%. Combustível, custo de veículos e serviços mecânicos estão nessa lista. O segundo grupo com maior alta foi Saúde (+0,26%), seguido de Educação (+0,21%). A Alimentação, grupo mais pesado da balança, subiu +0,18%.

A alta nos preços no mês de abril abrangeu 7 dos 9 grupos. Subiram ainda Comunicação (+0,12%), Artigos para Residência (+0,08%) e Despesas Pessoais (+0,05%). A redução nos preços ficou restrita ao grupo Vestuário, com uma queda significativa de -0,39% e Habitação (-0,05%).

Com os reajustes do mês de abril, a inflação de Sinop em 2018 que no acumulado era próxima de zero atinge +0,34% - abaixo da média nacional, que é +0,92%. Já o acumulado nos últimos 12 meses em Sinop é de 3,54%, enquanto que a inflação nacional do mesmo período é de 2,76%. Para fins práticos, significa que os mesmos R$ 1.000,00 ganhos em abril de 2017 hoje tem um poder de compra de R$ 964,60.

Cesta básica

Se por um lado o custo geral dos alimentos em Sinop subiu, por outro a cesta básica ficou mais barata no mês de abril. A cesta básica é formada por 13 itens, em quantidades suficientes para manter nutrido um humano adulto, trabalhador, por 30 dias – sendo uma das referências utilizadas para o cálculo do salário mínimo.

No mês de março, a cesta básica em Sinop custava R$ 388,32. Já no mês de abril, o custo dos mesmos itens caiu para R$ 380,27 – queda de 2,1%. Este é o menor valor registrado no ano.

Em comparação com outras capitais, a cesta básica não é a mais cara, nem a mais barata. Em São Paulo a cesta custou em abril R$ 434,80. Já em Brasília, R$ 402,31. Na capital Cuiabá ela também foi mais cara, R$ 391,56. As capitais que tiveram um preço abaixo da média de Sinop foram Campo Grande (R$ 378,48) e Goiânia (R$ 365,81).

O que derrubou o preço da cesta em Sinop foram os itens tomate, que ficou -32% mais barato, batata (-19,5%) e banana (-20,3%). A queda no preço geral só não foi maior porque carne e leite subiram 11%.

Fonte: Jamerson Miléski