Boa tarde, Quarta Feira 13 de Novembro de 2019

Economia

Custo de vida para de subir e inflação de Sinop está estável

Pelo 4º mês consecutivo preços ao consumidor tem uma alta irrisória

Levantamento | 16 de Setembro de 2019 as 14h 09min
Fonte: Jamerson Miléski

Feliciano Azuaga, economista que coordena o levantamento dos indicadores econômicos de Sinop

O valor que o sinopense paga por qualquer coisa está se aproximando do que de fato vale. O fenômeno, descrito como “acomodação dos preços”, está explicito no levantamento realizado pelo departamento de Economia da Unemat em parceria com a CDL Sinop. O relatório apresentado na manhã de hoje, segunda-feira (16), aponta uma inflação irrisória de 0,05% no mês de agosto. O percentual, típico de economias estagnadas, coroa o 4º mês de alta bastante moderada nos preços.

Nos últimos 4 meses, a inflação somada de Sinop foi de +0,38% - menos de 0,1% ao mês. A estabilização dos preços puxou a inflação acumulada para baixo. Nos últimos 12 meses, os preços ao consumidor de subiram 4,16%. Ou sejam os R$ 1.000,00 que um sinopense recebia em setembro de 2018, agora tem um poder de compra equivalente a R$ 958,40.

Itens que geralmente costumam pesar no orçamento doméstico do sinopense ficaram mais baratos em agosto. É o caso do grupo Alimentação – responsável por 23% da cesta de consumo do cidadão local. Em agosto, os itens que integram esse grupo caíram, de forma geral -0,11%. Também houve deflação no grupo Transporte -0,08%.

Em contrapartida, subiram os itens relativos a Despesas Pessoais (+0,31%), Educação (+0,19%), Vestuário (+0,16%), Artigos para Residência (+0,16%), saúde (+0,15%) e Habitação (+0,12%).

 

Básico mais barato

Os 13 itens que compõem a cesta básica em quantidades suficientes para alimentar um ser humano a adulto por 30 dias, também registraram queda. O custo da cesta é monitorado pelo departamento mês a mês, consultando o valor dos itens em diferentes supermercados da cidade e extraindo o preço médio.

No mês de agosto, o preço médio da cesta básica em Sinop foi de R$ 436,87 – 3,36% mais barato que no mês anterior. Em 2019, a cesta chegou a custar R$ 482,26, no mês de abril. De lá para cá os preços começaram a cair.

A cesta básica em Sinop é mais cara que em Brasília, Goiânia e Campo Grande. Porém, é mais barata que em Cuiabá e São Paulo.

 

COMENTARIOS