Boa noite, Quinta Feira 13 de Dezembro de 2018

Economia

Inflação em Sinop cai pelo 3º mês consecutivo

Município registra uma queda nos preços ao consumidor, com inflação a índices japoneses

Economia | 20 de Setembro de 2018 as 10h 23min
Fonte: Jamersom Mileski

Pelo terceiro mês consecutivo a inflação de Sinop foi negativa – o que significa que, de forma geral, está mais barato viver no município. Os números são do departamento de economia da Unemat, em levantamento produzido em parceria com a CDL Sinop. De acordo com o índice de preços, a inflação local no mês de agosto foi de -0,12%.

Com isso são 3 meses de deflação – quando os preços globais ficam menores que no mês anterior. Em junho, a inflação foi de -0,90% e em julho -0,29%. No acumulado de 2018, a inflação de Sinop é de +0,30%. Já a inflação acumulada nos últimos 12 meses é de 2,15%. Os indicadores locais demonstram que o ambiente econômico de Sinop é mais favorável que o restante do Brasil. Na média nacional, medida pelo IPCA, a inflação em 2018 é de 2,85% enquanto o acumulado nos últimos 12 meses é de 4,19%. Avaliando apenas o intervalo de 2018, Sinop tem uma inflação 9 vezes inferior que a nacional.

O que puxou os preços para baixo no mês de agosto foram os alimentos e bebidas. O grupo é responsável por 24% da cesta de consumo do sinopense, sendo o mais representativo. De acordo com o levantamento da Unemat/CDL, os alimentos ficaram -0,21% mais baratos em agosto. O grupo com maior participação na queda dos preços, no entanto, foi Habitação, com -0,27%. Os itens do grupo Comunicação também retraíram -0,20%.

http://gcnoticias.com.br/fotos/mega_noticias_fotos/10012/full/13461.jpg

O impacto na queda da inflação só não foi maior porque outros grupos tiveram reajustes de preços. O grupo Artigos para Residência registrou a maior alta +0,23%. Também subiram Vestuário +0,17%, Transporte +0,14% e Despesas Pessoais +0,04%. Educação e Saúde tiveram leves oscilações, com +0,02% cada.

O IPC-Sinop é medido pelo departamento de economia da Unemat em parceria com a CDL Sinop desde 2013. O levantamento mensal apura mais de 210 itens divididos em 9 grupos que simulam o consumo do sinopense médio.

 

Comida básica mais barata

A cesta básica registrou uma leve queda em agosto – ficando mais em conta pelo terceiro mês consecutivo. O preço médio dos 13 itens que compõem a cesta, em suas respectivas quantidades, foi de R$ 361,75 – exatamente R$ 1,15 mais barato que no mês anterior.

http://gcnoticias.com.br/fotos/mega_noticias_fotos/10012/full/13460.jpg

O pico de preço da cesta básica em Sinop ao longo de 2018 foi em maio, quando chegou a R$ 390,48. Especificamente no mês de agosto, alguns itens da cesta ficaram consideravelmente mais baratos. É o caso da batata, que caiu 17,37%, da manteiga (-9,75%) e do feijão (-9,14%). Em contra partida ficaram mais caros tomate (+11%), pão (+10,3%) e açúcar (+4,75%).

A cesta básica mais cara do país continua sendo em São Paulo, com R$ 432,81.

COMENTARIOS