Boa tarde, Quinta Feira 17 de Agosto de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Procon encontra variação de mais de 70% no preço dos ovos de Páscoa

GC Notícias | 06/04/2017 17:00

Pesquisa de preço e análise da apresentação dos produtos são essenciais para economizar

A Gerência de Fiscalização, Controle e Monitoramento de Mercado do Procon Estadual, órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), realizou pesquisa de preços de produtos de Páscoa em estabelecimentos comerciais da Capital. O levantamento, feito no período de 27 a 31 de março, tem o objetivo de despertar no consumidor a consciência sobre a importância de se pesquisar a variação de preços entre os estabelecimentos e de se analisar a forma de apresentação dos produtos antes da compra.

No total, foram pesquisadas 21 marcas, ofertadas em nove estabelecimentos comerciais de Cuiabá, distribuídos em quatro categorias: ovos de Páscoa (com e sem brindes/brinquedos), bombons, tabletes e outros formatos de chocolate, como coelho e bastão, entre outros (com e sem brindes/brinquedos).

O produto que apresentou maior variação percentual, de 70,94%, foi o ovo Talento Meio Amargo Amêndoas (225gr), da Garoto, comercializado com preço mínimo de R$31,00 e máximo de R$52,99, gerando uma diferença de R$21,99 entre o maior e o menor valor.

Para o ovo de Páscoa Ferrero Rocher Gran (365gr), a pesquisa de preço pode gerar uma economia de até R$28,79 para o consumidor, pois produto está sendo comercializado com valores entre R$61,00 e R$89,79 (variação de 47,20%).

O superintendente do Procon-MT, Onofre Júnior, explica que independente das especificações do produto, a pesquisa mostra que o consumidor pagará mais caro pelo chocolate apresentado no formato de ovo de Páscoa e em formatos especiais, podendo economizar ao optar por tabletes e bombons.

O levantamento inclui também análise comparativa referente ao preço de 100gr de tabletes, ovos de Páscoa, coelhos e bombons. Nessa comparação, pode-se constatar que o consumidor chega a pagar 445,13% (equivalente a R$13,71 por 100gr) a mais na marca Arcor e 430% (equivalente a R$12,31 por 100gr) na marca Nestlé, caso opte por adquirir chocolate com apresentação de ovo de páscoa em lugar de escolher a mesma quantidade do produto em forma de bombom.

Quando comparados o valor de 100gr de chocolate na forma de coelhos e em tabletes, constatou-se variação percentual de 334,03% (equivalente a R$17,47/100g) de diferença para a marca Nestlé, 268,39% (equivalente a R$14,52/100g) para a marca Garoto e 256,04% (equivalente a R$12,29/100g) para a Lacta.

Na prática, a comparação mostra que o consumidor pode economizar R$25,95 em cada 100gr de produto (142,74%) caso escolha trocar o ovo de Páscoa Lindt Lindor pelo mesmo chocolate apresentado em tablete, explica a fiscal de defesa do consumidor que realizou a pesquisa, Elisiane Guibor.

Fonte: Redação com Assessoria