Bom dia, Quarta Feira 18 de Setembro de 2019

Educação

Escolas municipais terão câmeras de monitoramento

Prefeitura vai adquirir 195 câmeras de segurança para vigiar as áreas comuns das escolas

Sinop | 24 de Junho de 2019 as 10h 49min
Fonte: Jamerson Miléski

Foto: Divulgação

As escolas e creches da rede municipal de Sinop terão um sistema de monitoramento por câmeras de segurança. Serão 195 equipamentos de filmagem que irão cobrir as áreas de uso comum em 38 unidades de ensino do município. A intenção é de que o sistema de vigilância por imagens registre atos de vandalismo, brigas e furtos, além de diminuir os delitos nas áreas monitoradas.

O sistema de vigilância está sendo licitado pela prefeitura de Sinop, através do pregão presencial 033/2019, lançado no dia 18 de junho. Segundo a secretária de Educação, Veridiana Paganotti, os equipamentos que serão adquiridos nessa primeira etapa são suficientes para monitorar as áreas de uso comum – como pátios, refeitórios e quadras de esportes – de 22 escolas e 16 creches. “A previsão é de que esse sistema esteja instalado até setembro desse ano. mais para frente pretendemos ampliar, colocando câmeras de monitoramento também nas salas de aula”, explica a secretária.

Conforme Veridiana, não há um histórico recorrente de vandalismo, brigas ou furtos nas unidades escolares. O investimento, explica ela, é uma medida preventiva, que busca dar mais segurança para os profissionais da educação, alunos e pais. “Com o sistema de vigilância podemos monitorar a entrada e saída de alunos, quem foi ou deixou de ir à escola e, no caso das crianças menores, quem pegou essa criança na escola. Outra aplicação será contenção da agressividade dos alunos, na hora do recreio, por exemplo, uma vez que eles saberão que estão sendo filmados”, completa Veridiana.

O sistema de monitoramento será fechado, sendo que cada unidade escolar terá sua tela de acompanhamento e um banco de dados próprio. A intenção da secretaria é compartilhar essas imagens com a Ronda Escolar, realizada pela Polícia Militar, permitindo assim uma resposta rápida a qualquer incidente. “Os policiais terão um tablet com acesso por wi-fi, informando em tempo real as situações das escolas”, pontuou a secretária.

O custo estimado para implementar esse sistema é de R$ 384 mil – valor teto da licitação, que ainda pode ser reduzido. Nesse pacote estão as 195 câmeras de vigilância, 39 gravadores de imagens, 39 discos rígidos, além de cabos, nobreaks e os serviços de instalação desses equipamentos.

A licitação está em curso e a apresentação das propostas de preço será no dia 5 de julho.

COMENTARIOS