Boa tarde, Quinta Feira 22 de Junho de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Seduc cria canal de comunicação com escolas para solucionar problemas de infraestrutura

GC Notícias | 08/11/2016 16:12
Foto: Assessoria

Para dar agilidade aos atendimentos emergenciais nas escolas estaduais de Mato Grosso, a Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) criou o SOS Escola, um canal de comunicação pelo qual toda a comunidade escolar poderá informar e denunciar problemas de infraestrutura nas unidades. O serviço já está disponível no portal da Seduc-MT e qualquer cidadão pode acessá-lo.

Por meio dessa ferramenta é possível relatar situações em que a estrutura física de uma escola encontra-se comprometida e, ainda, solicitar visita técnica da equipe da Secretaria Adjunta de Obras e Estrutura Escolar.

Para acessar, basta clicar em SOS Escola, primeira opção do menu localizado no lado esquerdo do portal. Em seguida é necessário preencher dados como nome e telefone ou, se o solicitante preferir, há a opção “anônimo”, em que nenhuma informação pessoal é requisitada. O informante deve classificar a natureza do contato como solicitação, reclamação, sugestão ou denúncia. Após relatar a situação é necessário clicar em “enviar” e aguardar a confirmação do envio da mensagem. Fotos também podem ser anexadas ao texto.

Todas as mensagens serão automaticamente encaminhadas à equipe técnica da Seduc. O secretário adjunto de Obras e Estrutura Escolar, engenheiro civil Edmar Augusto de Oliveira, explica que o SOS Escola surgiu a partir da necessidade de atender rapidamente escolas que foram afetadas pelas chuvas do mês de outubro em todo o Estado, como a Escola Estadual Barão de Melgaço, de Cuiabá. Após ter a estrutura física, que já estava abalada, ainda mais prejudicada em decorrência de uma tempestade, a unidade foi interditada pela Secretaria de Educação no mês passado para receber reforma geral.

A partir do momento em que a Seduc toma conhecimento de situações como essa é possível agilizar o envio de fiscais e profissionais da área para solucionar os problemas, conforme Oliveira. “Esse canal de comunicação é extremamente necessário entre a Seduc e a comunidade, seja para relatar um problema no telhado ou no muro da escola, por exemplo, ou para fazer uma denúncia de um teto que está caindo. São emergências e requerem ações rápidas”, ressalta o secretário adjunto.

 

Estrutura

Mato Grosso possui 759 escolas estaduais espalhada por todos os 141 municípios. Cerca de 70% da rede está em condição de receber manutenção ou reforma geral, uma vez que boa parte dessas unidades foi construída há mais de 30 anos e nunca recebeu reparos ou reformas completas. A situação, segundo Silva, não pode ser considerada normal, pois é reflexo de projetos construtivos mal executados e da falta de manutenção. “É um problema que se arrasta pelos últimos 15 anos, pelo menos. Temos escolas que foram entregues em 2012 e já apresentam problemas estruturais”, afirma.

Nos últimos três meses foram realizados em torno de 100 atendimentos em escolas de todo o Estado, como fiscalizações, vistorias e levantamento de dados para elaboração de projetos. Além disso, a Seduc liberou aproximadamente 30 verbas emergenciais no valor de R$ 14,5 mil, cada, somente neste período. Caso necessário, as escolas podem solicitar à Seduc esse recurso para reparos e consertos.

 

Orientação

De acordo com o secretário adjunto de Obras e Estrutura Escolar, a melhor forma de prevenir situações de risco é antecipar um possível problema e informar a Seduc. “Ninguém melhor do que os diretos, professores, alunos e pais de alunos, que estão na escola, para saber o que está acontecendo. Por isso contamos com o apoio de toda a comunidade para encontrarmos rapidamente a solução que cada situação requer”, reforça Oliveira.

“A Seduc está criando novos mecanismos de comunicação com a população e a internet é um meio que será cada vez mais utilizado para nos ajudar a atender a comunidade escolar com mais agilidade e eficiência”, completa.

Fonte: Camila Cecílio | Seduc-MT