Boa tarde, Segunda Feira 24 de Julho de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Trabalho de professoras da Unemat integra publicação do Ministério da Saúde

GC Notícias | 07/02/2017 17:13

Publicação trouxe uma forma inovadora de mostrar o papel de cada cidadão na saúde pública

O Ministério da Saúde (MS) acaba de disponibilizar o minidocumentário e o livro InovaSUS 2015 - Gestão da Educação na Saúde no portal Comunidade de Práticas. A publicação traz 38 experiências inovadoras em saúde e premiadas em 35 cidades de 18 estados brasileiros. Entre os capítulos da publicação, está o trabalho das professoras da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), Fabiana Aparecida da Silva e Denise da Costa Boamorte Cortela 'Desenvolvimento de competências pedagógicas para o ensino-serviço: (trans)formando paradigmas'.

Segundo os editores, o minidocumentário mostra o que essa seleção teve de inovador e também o que é “inovar” para cada um dos 38 projetos selecionados nas cinco regiões do país. O livro traz fotografias, depoimentos e narrativas dos projetos. Para compor as imagens e percepções a cerca desse trabalho a equipe do MS selecionou 10 projetos que melhor representaram as temáticas "Integração ensino, serviço, comunidade" e "Educação permanente em saúde".

Em dezembro de 2015, as professoras Fabiana Silva e Denise Cortela submeteram o relato: 'Desenvolvimento de competências pedagógicas para o ensino-serviços: (trans)formando paradigmas’ no  ‘Concurso Prêmio InovaSUS 2015'. Quatro meses depois, em abril de 2016, foi divulgado o resultado e o relato ficou em terceiro lugar na Região Centro-Oeste na categoria 'Gestão da Educação'. O prêmio pela colocação foi de R$ 90 mil a serem pagos pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

Fabiana Silva lembra que a premiação ainda não chegou, mas já estão sendo realizadas atividades. “Mesmo antes do repasse desses recursos, já estamos desenvolvendo as oficinas de formação e capacitação para docentes, acadêmicos, preceptores (profissionais de saúde que coordenam atividades de estágio) e agentes comunitários de saúde. Mais adiante, a iniciativa será estendida a gestores municipais e representantes da comunidade", explicou a professora.

As imagens do projeto, presentes na edição, foram feitas durante uma oficina. Na ocasião, uma rede de pesca foi utilizada como instrumento para mostrar aos 54 agentes de saúde e controle de endemias, de Cáceres, como cada profissional se conecta a grande Rede de Saúde do município. A atividade foi desenvolvida nas dependências da Secretaria de Indústria, Comércio, Meio Ambiente e Turismo de Cáceres, às margens da Baía do Malheiros.  

Fonte: Unemat