Bom dia, Terça Feira 17 de Outubro de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Luverdense surpreende o Brasil de Pelotas no Sul e sai do Z-4 da Série B

GC Notícias | 27/09/2017 08:58
Na base dos contra-ataques, time de Mato Grosso consegue vantagem com gol de Sérgio Mota
Na base dos contra-ataques, time de Mato Grosso consegue vantagem com gol de Sérgio Mota

LEC respira na Série B, mas ainda corre risco

O duelo entre ação e reação, se deu bem quem adotou a cautela. Bem organizado em campo, o Luverdense manteve o controle da partida ao apostar nos contra-ataques e surpreendeu o Brasil de Pelotas por 1 a 0, nesta terça-feira, pela 26ª rodada da Série B. O gol de Sérgio Mota garantiu a vitória dos visitantes, ao mesmo tempo em que dá respiro ao time longe do Z-4.

> Confira como foi a partida em Tempo Real

> Veja como ficou a tabela da Série B

Com a vitória, o Luverdense subiu para 14º na tabela, com 31 pontos. No próximo sábado, recebe o Ceará no Passo das Emas. Já o Brasil de Pelotas se mantém em 11º, com 33 pontos e tentará se recuperar diante do Vila Nova, sábado, no Serra Dourada.

Primeiro tempo

Em casa, o time de Clemer procurou pressionar desde o minuto inicial e quase abriu o marcador com apenas 20 segundos, quando Rafinha cabeceou por cima da meta. Pouco depois, foi a vez de Misael finalizar forte, para boa defesa de Diogo Silva. Rafinha também teve oportunidade de abrir o marcador, mas desviou de canela pela linha de fundo.

A pressão inicial, no entanto, era confrontada por um bem organizado Luverdense. Organizado no 4-1-4-1, o clube de Mato Grosso segurava o Xavante e tentava arriscar em contragolpes. Em uma dessas jogadas, Roni recebeu passe açucarado de Sérgio Mota e bateu cruzado, mas a bola passou rente à trave de Pitol.

Segundo tempo

Para a etapa complementar, o panorama seguiu exatamente o mesmo. O Brasil logo tentou se lançar ao ataque e teve chance em jogada plástica. Cassiano dominou com estilo na frente da área e tentou de bicicleta, mas o goleiro adversário segurou firme.

A vantagem, no entanto, era do futebol reativo. Ou seja, da estratégia do Luverdense. Aos 13 minutos, Rafael Ratão limpou da esquerda e soltou a bomba: o goleiro xavante espalmou pela linha de fundo. Instantes depois, Sérgio Mota recebeu livre na marca do pênalti e mandou para as redes de Marcelo Pitol. Mesmo com a pressão do Brasil, o Luverdense ainda teve boa chance. O lateral-direito Aderlan entrou na área e obrigou o goleiro da casa a executar grande defesa.

No último lance do jogo, a bola sobrou para Elias na área, mas o atacante disparou alto pela linha de fundo.

 

 

Fonte: Showdoesporte/Globo Esporte