Boa noite, Domingo 15 de Dezembro de 2019

Geral

Artista de Sinop monta palco móvel para tocar pelo Brasil

Serão 50 dias rodando o país, carregando seu show na mala, em busca de novos públicos

Pé na estrada | 29 de Novembro de 2019 as 16h 49min
Fonte: Jamerson Miléski

Instrumentos musicais, microfones e caixas de som, tudo dentro de um reboque que aberto se transforma em palco. É com essa bagagem que a musicista mineira, radicada em Sinop, Tati Faria pretende rodar o Brasil em busca de... mais bagagem!

A artista conhecida por embalar as baladas sinopenses decidiu começar 2020 com uma jornada musical pouco convencional. “O que eu tenho é uma ideia na cabeça e a vontade de fazer”, conta Tati.

Não há contratos, shows pré-agendados ou mesmo um roteiro fixo. Tati vai sair de Sinop, no dia 2 de janeiro, ao melhor estilo “pé na estrada”. Seu destino é o Estado do Ceará. Entre a partida e a chegada, a artista vai passar por Goiás, Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo e Bahia procurando uma tomada!

“Vou viajar com todo equipamento para fazer meu show. A carretinha, estacionada, vira um palco quando aberta. Tudo que eu preciso para tocar é uma tomada”, explica Tati.

A jornada em busca de novos públicos deve durar 50 dias. Tati não tem a menor ideia de quantas apresentações vai fazer nesse período. Seu desejo é tocar e cantar no máximo de lugares que conseguir. De casas de show à praças públicas. Do espetinho da esquina até festas de casamento. “Não quero descartar nada”, afirmou.

Para dar um suporte com a agenda, Tati leva na “mala” a sua esposa, a jornalista Tauana Schmidt, que vai usar sua habilidade de assessora de imprensa para apresentar a musicista por onde ela passar.

A motivação que fez Tati promover essa Road Trip de baixo orçamento é puramente musical. A musicista experimentou um avanço significativo quando decidiu deixar Rondonópolis, em 2014, para residir em Sinop. O progresso na carreira culminou com a gravação do seu primeiro DVD. Esse material, com 5 faixas interpretando músicas famosas e mais uma composição inédita, será apresentado na viagem.

Além da divulgação, Tati espera ter uma evolução no seu ofício com as diferentes condições de trabalho que a viagem vai propiciar. Públicos distintos, locais desconhecidos e uma plateia “virgem” que Tati pretende explorar com seu principal talento: a voz. “Quero novos horizontes, culturas, sentir o desafio de rodar o país com música. Sinop é um lugar maravilhoso e não quero sair daqui. Sinto que lá fora tem muito a me acrescentar como artista, para que eu possa voltar à minha cidade e ser mais versátil ainda, com mais bagagem musical e cultural”, expos Tati, que não poupou o sarro na sua resposta: “E porque eu gosto de um fiasco também”, brincou.

Com 32 anos de idade e 12 anos com musicista, Tati aposta nessa “loucura controlada”, para disparar uma nova fase da sua carreira. Não se trata de uma busca pela fama, mas de explorar o desconhecido.

A carretinha-palco está em processo de fabricação e vai ficar pronta nos próximos dias. Algumas empresas, amigos e fãs de Tati estão colaborando com esse projeto. Como toda jornada será transmitida pelas suas redes sociais, a artista está buscando patrocinadores e até apoiadores para que essa volta pelo Brasil tenha um pouco mais de estrutura. As cotas de patrocínios são limitadas, mas ainda existe espaço para quem quiser embarcar como apoiador dessa viagem. Em algumas “cotas” a artista oferece como moeda de troca seus shows para quando voltar de viagem.

É possível falar com a artista pelas suas redes sociais @tatifariaoficial, ou no celular (66) 999627-6441.

COMENTARIOS