Boa tarde, Segunda Feira 25 de Março de 2019

Geral

Banco do Brasil vai emprestar dinheiro para o setor madeireiro

Parceria com sindicato, ONG ambientalista e banco cria nova linha de crédito

Meio Ambiente | 12 de Março de 2019 as 10h 49min
Fonte: Cristane Oliveira

Foto: Assessoria

Em 20 de março, a partir das 19h, o Sindusmad (Sindicato das Indústrias Madeireiras do Norte do Estado de Mato Grosso) sedia o evento “Financiamento da Cadeia Produtiva do Manejo Florestal Madeireiro Sustentável”, no Pavilhão Nereu Pasini, quando o Banco do Brasil divulgará a abertura de linhas de créditos direcionadas, especificamente, para o setor florestal.

A iniciativa conta com a parceria do Banco do Brasil, Instituto WWF, Sindusmad e Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeiras do Estado de Mato Grosso (CIPEM) e apresentará alternativas para o crédito para financiar e custear atividades florestais, sendo este um dos principais instrumentos para a promoção do uso sustentável da floresta.

O presidente do Sindusmad, Sigfrid Kirsch, destacou que há muito tempo o segmento busca por linhas de crédito para o fomento da cadeia produtiva. Para ele, “esta é uma importante oportunidade de conhecermos o projeto e taxas interessantes para fomento da atividade madeireira”.

O alto custo das operações industriais madeireiras estão no pequeno rol de atividades que não possuem acesso ao crédito. Dentre as grandes demandas destaca-se a necessidade de fomento para o manejo florestal, a recuperação da vegetação nativa em áreas de preservação permanente (APP) e Reserva Legal, aquisição de equipamentos, beneficiamento de produtos florestais, bem como a comercialização e capital de giro.

“É uma excelente notícia, pois o setor terá disponível a destinação de valores para a cadeia florestal, incluindo manejo, renovação do parque tecnológico, capital de giro e mercado externo, entre outras”, explicou o presidente do CIPEM, Rafael Mason.

Para participar do evento é necessário confirmação de presença até esta quarta-feira, dia 13 de março, pelo e-mail sindusmad@sindusmad.com.br ou pelo telefone (66) 3531 5900, no Sindusmad.

COMENTARIOS