Bom dia, Sexta Feira 26 de Maio de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Delegada ouve testemunhas sobre sumiço de agrônomo que deixou sinais em lavoura

GC Notícias | 12/05/2017 17:31
Imagens feitas com drone mostram sinais em lavoura de milheto
(Foto: Divino José/Arquivo pessoal)
Imagens feitas com drone mostram sinais em lavoura de milheto

O carro usado por ele foi encontrado abandonado em lavoura em Água Boa (MT)

A delegada da Polícia Civil de Água Boa, a 1209 km de Sinop, começou a ouvir as testemunhas sobre o desaparecimento do agrônomo Éder Tadeu Maciel da Costa, de 29 anos, após deixar sinais em uma lavoura de milheto, com a caminhonete que dirigia. O veículo foi encontrado abandonado na plantação, na zona rural daquele município. Éder está desaparecido desde o a sexta-feira (5).

“Até agora não há pistas sobre o paradeiro e a localização dele. Nenhum dos depoimentos trouxe algo concreto sobre o que aconteceu”, afirmou a delegada, que investiga o caso.

O último contato com a família foi feito por telefone na quinta-feira (4). Desde o desaparecimento, o celular do agrônomo está desligado.

“Estamos aflitos e sem notícias dele. Estamos procurando por toda a região atrás de pistas e notícias”, disse a mulher de Éder, Letícia Mendes. Segundo ela, o pai, tios e amigos de Éder fazem buscas pela região.

De acordo com a delegada, a única informação sobre o desaparecimento é que Éder foi visto pedindo carona na rodovia. Ninguém sabe, porém, para onde ele seguiu. Antes de desaparecer, no entanto, segundo a delegada, o engenheiro teria ingerido bebida alcoólica.

"Ele estava alcoolizado. Ele tinha bebido antes. Depois passou em um posto para comprar mais bebida na conveniência de um posto e seguiu para a rodoviária onde ingeriu mais bebida", afirmou.

 

Fonte: G1 MT