Bom dia, Quarta Feira 13 de Dezembro de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Estado responsabiliza Fundação pela greve dos enfermeiros

GC Notícias | 11/10/2017 18:18
Edenir Vieira

Equipe do Hospital Regional de Sinop paralisa as atividades por atrasos salariais

A Secretaria Estadual de Saúde – órgão integrante do Governo do Estado – responsabilizou a Fundação de Saúde Comunitária de Sinop (Santo Antônio), pela greve dos enfermeiros no Hospital Regional de Sinop. Os profissionais que integram a unidade anunciaram a paralisação parcial das atividades a partir desta quarta-feira (11).

Em nota, a Secretaria frisou que os enfermeiros são contratados sob o regime de CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), pela Fundação que administra o Hospital. “De acordo com informação que chegou ao conhecimento da Secretaria, os enfermeiros decidiram paralisar as atividades pelo atraso salarial de dois meses, pela falta de recolhimento do FGTS e de fornecimento de cesta básica. Essas questões são de total responsabilidade da Fundação que administra o Hospital”, relatou a Secretaria em nota.

Ainda no documento, a secretaria afirma que no período de janeiro a agosto deste ano o governo do Estado já repassou para a Fundação o valor total de R$ 31.474.833,62, incluindo o mais recente repasse realizado pelo Estado no último dia 6 de outubro no valor de R$ 1.976.825,43, relativo ao mês de agosto. “A SES/MT ressalta que a paralisação não poderá comprometer o atendimento de urgência e emergência, UTI e nem os pacientes internados. A garantia desses serviços vem sendo acompanhada de perto pelo Escritório Regional de Saúde em Sinop, que emite relatório diário para a Secretaria de Estado de Saúde”, expõe a nota.

Na próxima semana, dois servidores da SES/MT estarão em Sinop para fiscalizar o cumprimento de metas previstas no contrato com a Fundação. Serão analisadas as produções do período de abril a setembro deste ano.

Fonte: Jamerson Miléski