Boa noite, Terça Feira 11 de Dezembro de 2018
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Fasipe anuncia plano de expansão para cidade de Sorriso

GC Notícias | 05/12/2018 15:36
Foto: GC Notícias

Nova unidade vai demandar um investimento de R$ 100 milhões nos próximos 5 anos

Depois de sua atuação para a capital Cuiabá e anunciar a abertura de uma nova unidade em Rondonópolis, a Faculdade que nasceu em Sinop prepara uma expansão para cidade vizinha. O projeto da Fasipe para Sorriso foi apresentado na manhã desta quarta-feira (5), durante uma visita técnica à sede da instituição em Sinop com empresários e autoridades da região. Deivison Campos Pinto, fundador, diretor e presidente da Fasipe apresentou as instalações de sua mega estrutura de ensino e mostrou, em primeira mão, o projeto que pretende levar a Sorriso.

Segundo Deivison, a expansão da Fasipe para o município vizinho é resultado de uma colaboração entre empresários e iniciativa privada. O diretor foi procurado, há um tempo, pelo pioneiro e detentor de várias áreas de terra em Sorriso, Argino Bedin, para discutir a possibilidade da Fasipe ingressar no município. Sobre a área de Bedin está sendo projetado um grande empreendimento imobiliário, capitaneado pela Brasil Imóveis. A ideia é abrir uma nova área urbana com alto valor agregado, que componha uma gama de serviços junto a um complexo residencial. Um desses serviços seria uma instituição de ensino superior. “Foi uma provocação mútua, dos empreendedores para com a Fasipe, mas também da Fasipe para com os investidores de Sorriso, uma vez que nossa instituição também tinha ambição de entrar nesse município. Ainda tivemos o apoio endossado pelo poder público, através da prefeitura e da Câmara, que buscam ampliar a oferta de ensino superior na cidade”, explica Deivison.

http://gcnoticias.com.br/fotos/mega_noticias_fotos/10652/full/14443.jpg

O volume demográfico de Sorriso e a possibilidade de absorver também uma demanda regional já viabilizam a implantação de uma Fasipe no município. Deivison pretende começar com 400 alunos e atingir um contingente de 5 mil acadêmicos em 5 anos.

Por isso o plano de expansão tem um projeto para curto e médio prazo. Sobre uma área de 80 mil metros quadrados doados pelo empreendimento imobiliário, a Fasipe irá construir uma estrutura com 28 mil metros quadrados de área construída e mais 30 mil metros quadrados para eventos em área aberta. O projeto é emulado a partir da estrutura existente em Sinop. Por isso, além da estrutura para fins acadêmicos, o plano da Fasipe contempla também a “Cidade de Eventos”, com um teatro para 3,5 mil pessoas, e um Centro de Múltiplo Uso com 8 mil metros quadrados. Na área aberta de 30 mil metros quadrados, a Fasipe pretende repetir a fórmula de Sinop, com a Festa do Milho – evento que começou como um projeto do curso de Administração e se tornou uma festa de repercussão regional. Em Sorriso, a Fasipe pretende realizar a Festa da Soja. “A presença da Fasipe em Sorriso é de extrema importância para o desenvolvimento do nosso município. O momento exige a difusão do conhecimento, do ensino superior, para dar continuidade no processo de evolução do agronegócio, que é o alicerce da economia de Sorriso”, comentou o prefeito de Sorriso, Ari Lafin.

Segundo Deivison, nos próximos 5 anos a Fasipe irá investir na unidade de Sorriso cerca de R$ 100 milhões. A primeira fase deve estar pronta em dezembro de 2019, quando a instituição abrirá 5 cursos na unidade de Sorriso: odontologia, direito, psicologia, engenharia e arquitetura.

Durante a visita técnica, autoridades e empresários trataram a ida da Fasipe para Sorriso como algo além de um investimento promovido pela iniciativa privada. O discurso é que a instituição de ensino agregará muito à cidade.

Essa é uma crença que Deivison tem desde que se tornou um empresário da educação. Para ele, uma instituição de ensino é um organismo vivo em plena colaboração com a cidade onde está instalada. Ele citou como exemplo os atendimentos que os cursos de saúde da Fasipe tem oferecido à comunidade. “Esse ano o curso de odontologia da Fasipe atendeu gratuitamente mais de 8 mil pessoas. O curso de fisioterapia praticamente zerou a fila do SUS. Nesse momento em que a saúde pública é problemática, nós estamos ajudando a remediar os gargalos e preparando mais profissionais dessas áreas para que no futuro a demanda seja suprida”, frisou.

A Fasipe surgiu como instituição de ensino em Sinop, no ano de 2002. Hoje, em sua sede a instituição conta com 22 cursos regulares, todos 100% presenciais, além de 20 programas de pós-graduação. São 400 colaboradores e mais de 5 mil alunos.

http://gcnoticias.com.br/fotos/mega_noticias_fotos/10652/full/14441.jpg

Segundo Deivison, a instituição tem um plano de expansão para os próximos 5 anos, quando pretende estar presente em 12 cidade do Estado. “Seremos um grupo de ensino legitimamente mato-grossense, capaz de formar profissionais de qualidade e com ampla abrangência”, concluiu.

Fonte: Jamerson Miléski