Boa tarde, Sexta Feira 17 de Agosto de 2018
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Gerente fraudou contas de 10 clientes com saques sem autorização

GC Notícias | 02/02/2018 08:43

Polícia Federal compara o bancário ao personagem do filme Prenda-me se for capaz

 

O gerente de uma agência do Sicoob de Barra do Garças, que foi preso nesta quinta-feira (1º), em Jataí (GO), durante a Operação "Prenda-me se for capaz", da Polícia Federal, fez mais de 10 vítimas, segundo o delegado Rafael Valadares. A reportagem tentou contato com a cooperativa, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

O delegado afirmou que, entre as irregularidades cometidas pelo gerente em benefício próprio, estão saques sem autorização dos clientes da cooperativa de crédito, adiantamento de créditos de valores elevados, descontos de notas promissórias sem autorização e saques de cheques supostamente falsificados. "Os cooperados alegaram vários desvios em suas contas bancárias. A conduta (do gerente) só foi possibilitada a partir de uma relação de extrema confiança com os cooperados", afirmou.

O prejuízo gerado ao Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil, de acordo com Valadares, foi de R$ 4 milhões. O gerente compareceu no trabalho pela última vez em novembro de 2016. Ele teve a prisão decretada e estava foragido.

Durante a operação, a PF cumpriu mandado de busca e apreensão na agência de Barra do Garças, e recolheu computadores e documentos que possam auxiliar nas investigações.

A investigação teve início em fevereiro de 2017 para apurar a suposta prática de gestão fraudulenta e apropriação indébita em um banco situado em Barra do Garças. Denúncias apontaram inúmeras fraudes na gestão da cooperativa, cometidas pelo gerente-geral, o qual foi preso preventivamente na operação por ser o suposto autor do delito.

As fraudes consistiam em utilização de artifícios destinados a manter em erro os cooperados e, dessa forma, obter vantagem ilícita.

 

A OPERAÇÃO

O nome da operação é uma referência ao filme ‘Prenda-me Se For Capaz’, onde as atitudes do personagem principal (Leonardo di Caprio) se assemelham ao gerente investigado.

No filme, o ator interpreta um homem conhecido pelas suas artimanhas contra o sistema bancário e que por diversas vezes consegue driblar a polícia, estando sempre foragido. Porém, no fim da trama, o criminoso é capturado e preso, tal qual o principal investigado pela PF.

Fonte: Redação