Bom dia, Sexta Feira 24 de Novembro de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Grupo chinês irá investir R$ 1,5 bilhão na construção de silos

GC Notícias | 06/11/2017 09:21

Investidores projetam a construção de 30 silos em Mato Grosso

 

Representante de investidores chineses e a construtora brasileira Fumagalli anunciaram ao Governo de Mato Grosso e comitiva que participa de missão oficial na China um projeto de construção de 30 silos de armazenamento de grãos no Estado, totalizando R$ 1,5 bilhão de investimento.

O governador Pedro Taques chegou neste domingo (05) em Beijing liderando comitiva formada por empresários, representantes do setor produtivo do Estado e prefeitos para participar de agendas que visam buscar novos investimentos, ampliar e diversificar o comércio de Mato Grosso com a China.

A obra será feita pela empresa brasileira Fumagalli, que também acompanha a comitiva de Mato Grosso na missão oficial à China. O grupo está em negociação com os investidores chineses por meio da consultoria B&F Group. 

O diretor de operação da B&F, Richard Ren, explicou que o Governo chinês incentiva as empresas chinesas a fazerem investimos no exterior e que o Brasil é um lugar de destaque no cenário internacional. “Já investimos no sul do Brasil e agora estamos ampliando os investimentos para Mato Grosso e o apoio e interesse dos empresários e do próprio Governo é fundamental para essa decisão”, disse.

A armazenagem da produção de grãos em Mato Grosso é um problema no Brasil e também em Mato Grosso. Conforme dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), há um déficit de cerca de 50 milhões de toneladas. No Estado, o déficit é de aproximadamente 19 milhões de toneladas.

Serão construídos os silos em 10 polos do Estado, sendo que um, em Nova Maringá, já está com as obras iniciadas. O projeto prevê a venda de cotas dos terminais de armazenagem para cooperativas, empresas ou pessoas físicas. A empresa NovaLog fará a gestão dos armazéns.

A cidade de Paranatinga é uma das contempladas. O prefeito Josimar Bezerra, que compõe a comitiva oficial, disse que acompanha esse projeto há três anos e a notícia deve ser comemorada. “Esse é um projeto que ajudará os produtores, mas também beneficiará diretamente o município”.

Fonte: Assessoria