Boa noite, Quarta Feira 13 de Dezembro de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Jovem é preso suspeito de atear fogo em micro-ônibus da PM após ter a moto apreendida em MT

GC Notícias | 30/11/2017 13:46
Suspeito do crime
(Foto: PM)
Suspeito do crime

Casal ateou fogo em micro-ônibus há uma semana, ao lado da base da PM

Um jovem de 19 anos, apontado pela polícia como suspeito de ter ateado fogo em um micro-ônibus da Polícia Militar, foi preso nesta quinta-feira (29) em Cuiabá a 469 km de Sinop. Segundo a Polícia Militar, Waldiney Fernandes de Barros foi localizado pela equipe de inteligência da PM. Ele e a mulher, de 17 anos, teriam colocado fogo no micro-ônibus depois que o rapaz teve a motocicleta dele apreendida em uma abordagem da PM, há uma semana, no Bairro Pedra 90.

De acordo com a PM, Waldiney era monitorado pela polícia, que o encontrou no bairro. Ao ser detido, o jovem negou ter ateado fogo no veículo policial. Ele afirmou que no dia em que isso ocorreu, havia comprado combustível em um posto, usando um galão de combustível.

Na madrugada do dia 24 de novembro, uma equipe da PM fazia rondas pela madrugada e abordou Waldiney em um estádio do bairro, supostamente em atitudes suspeitas. A adolescente saiu de uma casa na frente do estádio e se apresentou à polícia como mulher do rapaz.

O jovem estava perto de uma motocicleta, modelo Falcon, que ele disse ser dono. No entanto, ele não tinha carteira de habilitação nem documentos do veículo. Conforme a PM, o lacre da motocicleta estava violado e, por isso, a moto foi apreendida e levada para o pátio do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran).

Depois de apreenderem a moto, os policiais liberaram o casal. Alguns minutos depois dessa situação, a polícia recebeu a informação que o micro-ônibus da PM, que estava estacionado na rua lateral a base comunitária da polícia, foi incendiado.

Moradores disseram à PM que um casal em uma moto usou um galão com combustível para colocar fogo no veículo da polícia. O homem citado pelas testemunhas tinha as mesmas características físicas de Waldiney. A adolescente, naquele dia, foi encaminhada para a delegacia.

 

Fonte: G1 MT