Bom dia, Segunda Feira 21 de Outubro de 2019

Geral

Lago equivalente a 34 mil campos de futebol começa a se formar a partir de setembro em Sinop

Água retida servirá para geração de energia elétrica distribuída para todo país

Meio ambiente | 12 de Setembro de 2018 as 10h 58min
Fonte: André Jablonski

Região ficará coberta pelo acúmulo de água | Foto: Jonas Rosa - TV Capital

O fechamento das comportas da Usina Hidrelétrica de Sinop, localizada no Rio Teles Pires, a 70 km de Sinop, deverá acontecer em setembro deste ano, com isso, uma região de 34 mil hectares começa a ser alagada.

A formação máxima prevista do grande lago deve ocorrer até dezembro, quando as comportas voltam a se abrir, gerando energia suficiente para abastecer uma cidade com 1,6 milhões de pessoas a cada hora.

A água acumulada será necessária para girar as duas turbinas da usina.  O lago vai cobrir estradas, áreas de pastagem, plantações, casas e a floresta nativa. O estudo do Conselho Municipal do Meio Ambiente apontou um aumento de 1 grau Celsius na temperatura de Sinop, devido à umidade do ar provocada pelo espelho d’ água.

Com o intuito de minimizar o impacto ambiental, a usina indenizou os municípios e os proprietários das terras atingidas pela água. O valor de indenizações corresponde a 16% do investimento total do empreendimento, calculado em R$ 3, 003 bilhões.

O extenso lago poderá ser visto em três trechos da BR-163, entre Sinop e Itaúba, locais que a usina construiu pontes sobre a rodovia.  O lago ganhará nome e poderá ser explorado para lazer e navegação.

COMENTARIOS