Boa tarde, Quinta Feira 18 de Julho de 2019

Geral

Mais de 10 mil mulheres foram ameaçadas no primeiro semestre de 2019

Crimes de ameaças contra mulheres diminuíram 3% em Mato Grosso

Ocorrências | 10 de Julho de 2019 as 17h 19min
Fonte: Redação com assessoria

Foto: Divulgação

Os crimes de ameaça registrados por mulheres em Mato Grosso no primeiro semestre de 2019 apresentaram redução de 3% em relação ao mesmo período do ano passado. Foram 10.037 casos, 307 a menos do que em 2018, quando foram registrados 10.344. Em relação aos homicídios de vítimas femininas, foram 34 casos, um a menos do que no ano passado. Vale ressaltar que estas mortes incluem todas as motivações, e não apenas feminicídios, cujo levantamento ainda está sendo feito.

Os dados são da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) e englobam as principais ocorrências envolvendo vítimas femininas de 18 a 59 anos de idade, no período de janeiro a junho de 2019. Os crimes de lesão corporal também reduziram: foram 4.927 este ano contra 5.001 no ano anterior (-1%), bem como os de estupro, que geraram 181 registros em 2019 e 196 em 2018 (-8%).

As mulheres também registraram mais casos de assédio sexual nos seis primeiros meses de 2019, em comparação com o mesmo período de 2018. Foram 112 casos, contra 79, ou seja, um aumento de 42%. Já os casos de injúria aumentaram 6%, quando foram feitos 2.861 registros, enquanto no ano passado foram 2.706.

Calúnias também apresentaram aumento de 6%, com 913 ocorrências em 2019 e 864 em 2018. Outro crime que teve acréscimo no número de registros foi perturbação do trabalho ou sossego alheios, com 590 casos este ano e 535 no ano anterior, o equivalente a 10% a mais.

COMENTARIOS