Boa noite, Quarta Feira 13 de Dezembro de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Nova OSS já opera no Hospital Regional de Sinop

GC Notícias | 01/12/2017 14:34

Instituto Gerir tem um contrato provisório de 6 meses com o Estado

A OSS (Organização Social de Saúde), Instituto Gerir assumiu hoje, sexta-feira (1), a gestão do Hospital Regional de Sinop. A entidade substitui a Fundação de Saúde Comunitária de Sinop, que optou por romper o contrato de gestão com o Estado devido a frequentes atrasos nos repasses. Como medida “tampão”, o Estado contratou o Instituto Gerir em caráter emergencial, pelo período de 6 meses.

A substituição já havia sido anunciada em primeira mão pelo GC Notícias (clique aqui para ver a reportagem). Fundada no ano de 2011, com sede em Goiânia (GO), o Instituto Gerir faz a gestão terceirizadas de hospitais públicos em 5 Estados brasileiros, incluindo Mato Grosso.

O Instituto Gerir foi convocado, também em caráter de urgência pelo Governo do Estado, para assumir o Hospital Regional de Rondonópolis, no dia 1º de outubro, após a quebra do contrato com a antiga OSS. A entidade acumula a expertise em saúde com cerca de 1 milhão de atendimentos por ano, gerindo 1.265 leitos hospitalares.

Para a nova gestora do Hospital Regional, o Estado manteve os valores antigos, da última proposta que acabou sendo informalmente recusada pela Fundação Santo Antônio. O Instituto irá receber um repasse mensal de R$ 3,084 milhões para o custeio das despesas do hospital. Dentro de 90 dias o Estado pretende realizar um chamamento público para a contratação da Organização Social de Saúde que assinará um contrato de gestão para administrar a unidade por um período de 5 anos.

Segundo a secretaria estadual de Saúde, nos próximos 30 dias será mantido o número de leitos, priorizando os atendimentos de emergência e urgência e também serão reabertos os 5 leitos de UTI adulto. Atualmente, o hospital possui 111 leitos, dos quais 56 estavam fechados e a reabertura será feita de forma escalonada.

A SES informa, ainda, que em 15 dias haverá um processo seletivo simplificado que incluirá a participação dos atuais funcionários.

Fonte: Jamerson Miléski