Boa noite, Domingo 21 de Outubro de 2018
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

O que fazer quando tem abelhas próximo de casa

GC Notícias | 06/08/2018 18:03

Na época de seca as abelhas ficam mais agressivas

Durante o período de seca em Sinop e no Norte de Mato Grosso, é normal abelhas aparecerem pela área urbana, próximo de casas. Enxames grandes são perigosos e não se dissiparão sozinhos. A recomendação dos especialistas é “nunca mexer nas abelhas”. É o que explica o gerente agropecuário da secretaria de Desenvolvimento Econômico de Sinop, Beno Kaiser. A melhor coisa que uma pessoa pode fazer quando uma colmeia invadiu sua casa é ligar para o Corpo de Bombeiros.

Não, o bombeiro não é treinado para remover abelhas. Mas eles possuem uma boa lista de contatos de quem vive de manipular esses insetos. Os bombeiros em Sinop possuem uma relação dos apicultores locais. São eles que fazem esse serviço de remoção de colmeias.

O apicultor vai até o local e faz uma avalição. Dependendo de cada situação, pode ser cobrada uma taxa para cobrir os custos. Na maioria das vezes os enxames são externos (árvores) e não há custo. O tempo para serem retiradas as abelhas do local é variado em função da localização, tamanho do enxame, idade e se já tem favos. Conforme Beno Kaiser, é aconselhável fazer a retirada ao escurecer, horário em que as abelhas estão menos violentas.

Os apicultores isolam essas abelhas, que serão transportadas até um local seguro, onde darão origem a uma nova colmeia comercial – que será usada para produzir mel. Segundo Beno, em média 50 enxames são registrados no perímetro urbano de Sinop.

As abelhas não atacam aleatoriamente. Pode ser uma criança que joga uma pedra, um galho que cai sobre um ninho. Qualquer perturbação faz com que elas ataquem as pessoas e animais que estão por perto. Somente uma espécie de abelhas faz esse ataque com ferroadas. A Apis Mellifera. As espécies nativas não tem esse comportamento. “A Apis são muito defensivas, quando tem mel no estoque, são mais ainda”, relatou Beno.

Apesar dos riscos, as abelhas são fundamentais para o ecossistema. Cerca de 90% das plantas, dependem delas para a reprodução. Além disso, existe um aproveitamento comercial em torno desses insetos. Em Sinop são 60 apicultores profissionais que manejam e comercializam mel.

Fonte: Geovanna Klaus