Bom dia, Segunda Feira 17 de Dezembro de 2018

Geral

Prefeitura arranca os tubos para corrigir falha na drenagem

Tubulação que estava mais alta que a pista, na Avenida das Figueiras, foi refeita

Sinop | 08 de Agosto de 2018 as 09h 27min
Fonte: Jamerson Miléski

A equipe de engenharia da prefeitura de Sinop identificou a falha na obra de drenagem da Avenida das Figueiras e deu uma resposta urgente para o problema. Há dois dias o GC Notícias (veja aqui), mostrou que parte da tubulação estava mais alta que a pista – o que faria a rede de drenagem operar com apenas parte da capacidade instalada. Hoje, quarta-feira (8), os tubos já haviam sido retirados do solo e a vala estava sendo aprofundada, para corrigir a diferença de nível.

Conforme o secretário de Governo, José Pedro Serafini, o engenheiro da prefeitura, Ronaldo Silva, identificou um erro de cálculo na topografia do terreno feita para o projeto da obra. As “cotas altimétricas”, que são as anotações do nível de altitude ou relevo de uma determinada região, utilizadas para fazer o projeto não estavam precisas. Como houve falha primária na coleta dos dados, acabou contaminando o projeto e sendo percebida durante a execução da obra.

Com o erro identificado, a equipe de engenharia da prefeitura já notificou a empresa para que faça a correção. Todos os tubos já haviam sido arrancados do solo na manhã desta quarta-feira. Máquinas e operários aprofundavam a fala para corrigir o desnível. Não devem ocorrer atrasos significativos na obra em função do ajuste.

A obra na Avenida das Figueiras compreende drenagem e pavimentação, com a abertura da segunda pista, entre as Avenidas dos Ingás e André Maggi. Será investido R$ 1,2 milhão. A empresa contratada pelo poder público foi a G.Pissinati. A rede de drenagem será conectada ao duto na Avenida dos Ingás, com uma linha de tubos com 1,5 metro de diâmetro, coletando a água ao longo da Avenida das Figueiras, desaguando na rede de drenagem da Avenida André Maggi – quando a tubulação encontra com o córrego Marlene.

Antes da alteração que está em curso, a tubulação que estava com nível acima da pista operaria com 70% da capacidade de drenagem. A correção resolve o problema.

COMENTARIOS