Bom dia, Domingo 21 de Outubro de 2018
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Taques vai contratar empresa que tocará o Hospital Regional nos próximos 5 anos

GC Notícias | 11/10/2018 18:15
Foto: Redação

Governador deixará como herança um contrato de gestão de 60 meses para o Regional de Sinop

Passados 4 dias após ser derrotado nas urnas, o governador do Estado, Pedro Taques (PSDB), lançou nesta quinta-feira (11), o edital para contratar a empresa que fará a gestão do Hospital Regional de Sinop pelos próximos 5 anos. A contratação ocorrerá nos últimos 15 dias do seu mandato. Candidato a reeleição, Taques foi reprovado nas urnas, tendo como um dos pontos mais criticados do seu governo a gestão na área da saúde.

O processo de licitação lançado pelo governador é um “Chamamento Público”, na modalidade melhor técnica – em que o Estado avalia o melhor projeto e credenciais da empresa a ser contratada. O edital de seleção 003/SES/MT/2018, que norteia o processo de contratação foi publicado nesta quinta-feira, véspera de feriado.

De acordo com o cronograma constante no edital, as OSS (Organizações Sociais de Saúde), interessadas no contrato do Hospital Regional de Sinop tem até o dia 12 de novembro para apresentar suas propostas. A abertura dos envelopes será em duas etapas. A habilitação será no dia 13 de novembro e a classificação no dia 23 de novembro.

O resultado do chamamento público deve ser anunciado no dia 11 de dezembro, seguido da contratação da OSS vencedora. Faltando 20 dias para entregar o comando do Estado, Taques contratará a empresa que fará a gestão do Hospital Regional de Sinop pelos próximos 5 anos.

Isso porque o edital prevê um contrato com duração de 60 meses. Toda elaboração de preços das propostas apresentadas levarão em consideração o tempo de contrato. E será um contrato grande.

De acordo com os quantitativos descritos no edital, Taques contratará a nova gestora do Hospital para operar com 95 leitos – 40 a mais que o contrato que firmou com o Instituto Gerir. O governador também incluiu no contrato as UTI’s Pediátricas, desativadas desde maio de 2018. São 10 leitos de UTI adulto e 10 UTI’s pediátricas. O pacote conta ainda com 13 leitos de observação, 5 de estabilização e 5 boxes de emergência.

O edital dá uma noção do número de procedimentos contratados. Serão 2.780 procedimentos clínicos (consultas), por mês – uma média de 92 atendimentos por dia. O número de cirurgias a ser estabelecido no contrato é de 900 por mês e mais 800 atendimentos na categoria urgência e emergência (pronto socorro). Serão 540 diárias de UTI por mês, constantes no contrato.

Para finalizar, Taques também amplia em relação ao contrato atual, o volume de procedimentos para diagnósticos. Somando todos os exames diagnósticos são 5.929 procedimentos por mês – duas vezes e meia a atual meta contratada junto ao Instituto Gerir. No contrato atual, o campo SADT (Serviço de Apoio ao Diagnóstico Terapêutico), traz um quantitativo de 2.230 procedimentos por mês.

Cobrado ao longo de toda gestão para ampliar a saúde em Sinop, Taques acabará atendendo a todas reinvindicações no momento em que deixa o mandato, restando para o seu sucessor arcar com os custos do avanço.

Confira abaixo algumas páginas do edital com os quantitativos desse novo contrato.

http://www.gcnoticias.com.br/fotos/mega_noticias_fotos/10220/full/13751.jpg

http://www.gcnoticias.com.br/fotos/mega_noticias_fotos/10220/full/13752.jpg

Fonte: Jamerson Miléski