Boa noite, Sábado 23 de Setembro de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

VLT da capital irá consumir R$ 1,4 bilhão

GC Notícias | 07/04/2017 09:54

Esse foi o valor calculado pela Rede de Controle que analisa os relatórios da obra

 

A Rede de Controle da Gestão Pública em Mato Grosso realizou, na tarde do dia 5 de abril, a terceira reunião ordinária do ano. Durante o encontro realizado na sede do Ministério Público Federal (MPF), foram apresentados relatórios e discutida a situação de obras fiscalizadas no estado.

Entre os assuntos abordados na reunião da Rede, esteve a retomada das obras do VLT – Veículo leve sobre trilhos. O Procurador-geral do Estado Rogerio Gallo, que acompanhou todo o processo de retomada das obra, apresentou ao Grupo de Trabalho as tratativas e os acordos feitos com a empresa de consultoria contratada para acompanhar o procedimento. Os documentos agora serão analisados por alguns dos membros da Rede de Controle.

No último dia 31 de março, o governo do estado anunciou que, depois de negociações com o Consórcio VLT Cuiabá-Várzea, as obras do Veículo leve sobre trilhos seriam retomadas. O investimento total para a implantação do projeto era de R$ 1,477 bilhão entre recursos federais e estaduais.

De acordo com o secretário de controle externo do TCU, Waldemir Paulino Pascholotto, a reunião da Rede de Controle tem o objetivo de trazer assuntos de interesse da população. “A rede se divide em grupos de trabalho para conferir as ações realizadas de forma efetiva.”

A primeira reunião ordinária da Rede de Controle, em 2017, foi realizada na sede do Ministério Público de Contas - MPC-MT. Na oportunidade, o grupo estipulou metas para o cumprimento do plano estratégico de longo prazo e deu posse ao representante do Tribunal de Contas como coordenador executivo da rede em Mato Grosso.

Já na segunda reunião, realizada em março no Tribunal de Conntas da União, foram estabelecidas as instituições que iriam compor os cinco grupos de trabalho da rede no estado. Os grupos de trabalho são Transparência, Controle Social, Inteligência, Comunicação e Controle Interno.

Fonte: Redação com Assessoria