Boa noite, Quarta Feira 22 de Janeiro de 2020

Geral

Você sabia que seu pet pode doar sangue?

Saiba como e onde ajudar outros animais

Apams | 13 de Janeiro de 2020 as 16h 28min
Fonte: Geovanna Klaus

Assim como os humanos os animais também tem a necessidade de transfusão de sangue seja por alguma doença ou acidente. Em Sinop a Associação Protetora dos Animais do Município de Sinop (APAMS) recebe as doações quando um animal é atropelado, tem câncer ou anemia.

De acordo com o médico veterinário José Carlos, que atende os animais da APAMS, a principal doença que causa anemia e necessita de doação de sangue é do carrapato.

A entidade necessita de sangue sempre na época do verão, nos meses entre dezembro e março, pois, é quando a infestação da doença do carrapato surge na maioria dos animais. Por conta da umidade e do calor, os donos dos pets devem ficar mais atentos com os cuidados.

“No verão começa o período onde tem maior frequência de carrapato. 40 ou 60 dias depois do verão os animais aparecem com a doença de carrapato. E nessa época eu sei que vou precisar fazer a transfusão de sangue”, relatou o veterinário.

Nos últimos dias, José disse que precisou de cinco doações de sangue enquanto nos outros períodos do ano a precisão é baixa.

As dificuldades enfrentadas pela APAMS para conseguir as doações são por conta dos requisitos que o animal precisa ter, que são:

Ter entre um e oito anos;

Estar com as vacinas em dia;

Não fazer uso de medicação;

Não possuir doença infecciosa;

Não estar grávida;

Não ser obeso;

Não ter recebido transfusão de sangue;

Não estar no cio;

E ter acima de 25kg.

Em cada doação são retirados em média 450 ml de sangue e demora em torno de 15 minutos.

A entidade possui uma lista de cães doadores e quando precisa fazer uma transfusão em algum animal eles entram em contato com os voluntários. Para as pessoas que tem um cãozinho e interesse em doar, entre em contato no telefone (66) 99911-1177.

 

SOBRE A APAMS

A Apams foi criada no ano de 2005 com o intuito de ajudar cães e gatos abandonados ou com algum tipo de doença. No ano passado cerca de 600 animais conseguiram uma família. Hoje a entidade tem cerca de 60 animais prontos para serem doados e aproximadamente 220 animais estão sendo tratados para depois receberem um lar.

Para realizar a adoção de um dos animais é preciso preencher uma ficha de visita com alguns requisitos. A equipe de voluntários da entidade vai procurar saber se todos da residência aceitam, se a casa é fechada, se existe outro animal no quintal. Após estar apto para a adoção é cobrado uma taxa de R$50,00. O animal será entregue vacinado e castrado.

Os veterinários parceiros da entidade criaram uma “carteirinha” com nome Amigos da Apams, com uma mensalidade no valor de R$10,00, para as pessoas que quiserem ajudar. O valor arrecadado é para custear as despesas como atendimento, tratamentos, medicamentos e alimentação.

Além do valor das doações que chegam a R$ 500 mil por ano, a entidade recebe uma ajuda da prefeitura que em 2018 repassou R$112 mil. Já no ano de 2019 o valor repassado será de R$ 317,1 mil.

 

 

COMENTARIOS