Boa tarde, Quarta Feira 20 de Setembro de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Álibi de governo ruim

GC Notícias | 29/08/2017 16:45

Enquanto a população de Mato Grosso assiste estarrecida as imagens reveladas em delação pelo ex-governador Silval Barbosa (PMDB), com de políticos enchendo os bolsos de dinheiro (literalmente), a turma do PSDB e demais bajuladores de Pedro Taques, parece comemorar. A prova material de que houve corrupção na gestão anterior reforça aquela que tem sido a única plataforma política do atual governador: colocar a culpa no passado.

E nem precisa estar na capital para sentir isso. Ontem, segunda-feira (28), durante a sessão da Câmara de Sinop, o vereador Dilmair Calegario (PSDB), fez o seguinte pronunciamento na tribuna: “Eu até chegava a questionar o atual governo em alguns pontos, mas depois do que vimos na imprensa, a forma como o Estado foi saqueado, fica claro quem são os responsáveis”.

Dilmair foi além: “Que essas pessoas devolvam o dinheiro para aquela família que perdeu a mãe na fila do SUS, por falta de atendimento”.

O discurso de Dilmair é o mesmo discurso de Pedro Taques na eleição de 2014, de 2015 quando assumiu e de 2016, quando fechou o segundo ano de mandato. Toda vez que uma demanda no Governo do Estado era apontada, Taques e seu grupo político tirava da cartola o argumento de que o Estado foi saqueado por uma quadrilha e que a atual gestão não conseguia resolver graças ao governo anterior. Agora, transcorridos 8 meses do terceiro ano do seu governo, o discurso se tornou pedante, cansativo e pouco convincente. Pelo menos era o que parecia até surgirem os vídeos com a comprovação da corrupção.

Que o governo Silval era cheio de rolo, até os cachorros da rua sabiam. Taques, colocou seu nome como promessa de algo diferente, que conhecia os desvios e que estacaria o roubo de dinheiro público, colocando o Estado em ordem e resolvendo os problemas. Dito isso, não faz sentido simplesmente justificar sua inércia com a roubalheira do passado – mesmo que ela agora seja comprovada por vídeo.

Por fim, Dilmair completa o argumento muito em voga entre os tucanos de que “nós somos políticos diferentes”. O vereador frisou que, aqueles que apareceram nas câmeras escondidas de Silval são muito diferentes dos políticos do PSDB.

Nesse ponto lembramos à Dilmair que o “santificado” governo Taques encubou um escândalo na Seduc (secretaria de Educação), com cobrança de propina para direcionamento de licitação para construção de escolas. Sim! Roubando dinheiro da Educação. Na lista de denunciados pelos delatores está o “diferentão” Nilson Leitão (PSDB), deputado federal, apoiador de Taques e mentor político desse vereador.

Por fim, o GC Notícias faz esse registro porque a lista de Silval é bastante extensa e nunca se sabe quem será o próximo à cair na Câmera Indiscreta do Paiaguás. Talvez alguém queime a língua.