Bom dia, Domingo 20 de Agosto de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Consórcio de um só prefeito

GC Notícias | 12/04/2017 16:45

Um verdadeiro papelão foi protagonizado pelo prefeito de Sorriso, Ari Lafin (PSDB), nesta terça-feira (11). O gestor foi procurado pelo procurador do Estado, Mauro Curvo e o presidente do Tribuna de Contas do Estado, Antônio Joaquim, para que organizasse uma reunião com o Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Teles Pires. O Ministério Público e o TCE pretendiam falar com os prefeitos que integram o consórcio sobre a implantação de um sistema de compra coletiva de medicamentos, que integraria todas as prefeituras do Estado, aumentando assim o poder de barganha e reduzindo os custos dos remédios na rede pública. Uma ferramenta inovadora, que vem para sanar um problema de 80% das prefeituras, em especial as pequenas.

Cabia ao prefeito de Sorriso organizar o encontro e chamar os demais gestores dos 19 municípios que integram o consórcio – o que não aconteceu. Ari, que é presidente do Consórcio, achou suficiente a sua presença. Não convidou os demais gestores e o que era para ser uma ampla explanação, se resumiu a uma reunião de gabinete. As autoridades chegaram a pedir para antecipar a reunião, quando perceberam que não passaria de uma conversa com um só gestor.

Para nós da imprensa, que fomos até Sorriso para cobrir o importante ato, a sensação foi de vergonha alheia. As autoridades não esconderam a decepção. O deputado estadual Silvano Amaral, que viu a situação se comprometeu a tentar agendar uma reunião em Sinop, como deve ser, com os representantes dos 19 municípios. Ari Lafin, que se apresentou como um novo nome da política de Sorriso, mostra o comportamento mais primitivo do pujante município agrícola: o bairrismo. Tomou como seu o consórcio intermunicipal, tocando a estrutura conforme seu agrado, fazendo de uma associação de interesse coletivo virar um gabinete de resolução dos seus problemas. Só para se ter uma ideia, das quase 1,3 mil cirurgias realizadas este ano no Hospital Regional de Sorriso (que atende 15 municípios), 767 foram para pacientes de Sorriso. Das 1,8 mil internações, 1,1 mil pacientes são de pacientes do município que preside o consórcio. Tudo para Sorriso, o que sobra, divide com os demais.

Com Ari na presidência, temos um Consórcio de um só prefeito.