Bom dia, Sexta Feira 24 de Novembro de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

De férias no exterior

GC Notícias | 08/06/2017 12:04

Com menos de 5 meses de trabalho intenso, o primeiro escalão da prefeita de Sinop, Rosana Martinelli (PR), já começa tirar “férias” – mesmo que não remuneradas. A secretária de Assistência Social, Josefina Tomasi Seger, mais conhecida como Josi Palmassola, pediu exoneração do cargo para fazer uma viagem internacional.

O desligamento da secretária ocorreu no dia 25 de maio. Ela viajou no último dia 30. Nessa segunda-feira (5), ela estava no aeroporto de Praga (República Tcheca). Josi faz uma viagem sabática para Jerusalém, o roteiro turístico cristão mais conhecido do mundo. O mochilão da ex-secretária está religiosamente correto, afinal, ela se desligou da secretaria, não vai receber salário pelo período que está viajando e não há qualquer “patrocínio” do poder público para isso. O problema é a “paz de espirito” que a atual gestão demonstra com os serviços públicos.

No afastamento de Josi, assumiu interinamente a servidora Carmem Pizatto. Sua permanência no comando da secretária de Assistência Social, Trabalho e Habitação é dada como temporária. Isso porque Josi retorna na semana que vem de sua viagem e, segundo a assessoria de comunicação da prefeitura, será reconduzida ao cargo.

O que fica é a sensação de que não há problemas para o município de Sinop e para todos os serviços que são de competência da Secretaria de Assistência Social se a diretora maior da pasta ficar afastada por uns 20 ou 30 dias. Essas “férias não remuneradas” do primeiro escalão nos faz pensar o quão necessárias são as pessoas escolhidas pela prefeita para ocupar os altos cargos e também o quão cativos são esses postos.