Bom dia, Sábado 24 de Junho de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Economia de R$ 3 milhões?

GC Notícias | 13/01/2017 19:18

Na primeira semana de gestão a prefeita de Sinop, Rosana Martinelli (PR), anunciou que mudaria o horário de atendimento da prefeitura. Ao invés do expediente na parte da tarde, iniciando às 12h e encerrando às 18h, Rosana mudou o horário de funcionamento das 7h às 13h. Junto com o anúncio da alteração, a prefeita anunciou que economizaria R$ 3 milhões ao ano com a mudança.

A cifra chamou a atenção. Descontados os sábados, domingos, feriados e eventuais pontos facultativos previstos no calendário, a prefeitura terá cerca de 250 dias uteis em 2017. A economia proposta por Rosana seria de R$ 12 mil por dia – uma quantia significativa para ser estancada apenas mudando o turno de tarde para manhã.

O GC Notícias questionou Rosana sobre o tema. Rosana justificou que a estimativa de economia foi feita pelo departamento de Controle Interno, que recomendou a mudança. O que a gestora não deixou claro é que tal economia se refere ao funcionamento da prefeitura em período único. Ou seja, os R$ 3 milhões por ano é a diferença entre a prefeitura trabalhar em período integral (8 horas por dia em dois turnos de 4 horas), ou trabalhar com horário de 6 horas por dia.

Desde setembro de 2015 a prefeitura trabalha com expediente de 6 horas. Portanto, a economia anunciada é, na verdade, um não aumento nos gastos públicos. Rosana disse ainda que espera economizar um pouco mais com a prefeitura funcionando na parte da manhã, principalmente com os gastos com ar condicionado. Ironicamente a prefeita falou isso em uma entrevista concedida na parte da tarde, em seu gabinete.

Na prática a prefeitura funciona 6 horas por dia para atender a população, mas isso não significa que a estrutura fica vazia no restante do tempo. Para que a economia pretendida seja alcançada, é preciso honrar com as normas do decreto assinado.