Boa tarde, Terça Feira 18 de Dezembro de 2018

Notícias dos Poderes

Em quem votar para senador?

| 03 de Agosto de 2018 as 11h 29min

Saiu a primeira pesquisa de opinião com o eleitorado sinopense. Realizado pela Real Dados/Só Notícias, o levantamento ouviu 500 pessoas referente ao voto para o Senado. A ênfase das notícias que vieram a partir da pesquisa foi que o ex-prefeito de Sinop, Nilson Leitão (PSDB), lidera o quadro, com 25,4% das intenções de voto. Um resultado esperado, dado o fato que este é o único candidato local ao Senado Federal. Mas existe um ponto mais importante a ser observado.

Na pesquisa estimulada – aquela que o pesquisador oferece uma lista de nomes para o eleitor – 33,6% afirmaram que ainda não sabem em quem votar. Se somar os indecisos aos que pretendem votar Nulo, Branco ou que simplesmente não responderam, chega-se a um percentual de 55,6%. Mais da metade das pessoas entrevistadas não gostou de nenhum dos nomes apresentados pela pesquisa.

Isso é assustador porque, nesse ano, o eleitor sinopense precisa escolher não apenas um candidato para votar, mas dois. São duas vagas na eleição de 2018 para o Senado. E mais da metade dos sinopenses ainda não consegue se identificar com nenhum dos 6 nomes postos (na estimulada).

É claro que essa é uma pesquisa prematura, que abre o cenário eleitoral e que não traduz o comportamento que o eleitor vai ter em outubro. As campanhas não começaram, virá a TV, o rádio, internet e debates que trabalharão estes nomes e apresentarão outros. O clamor do GC Notícias é para que o eleitor dê uma atenção para o seu voto de Senador – que é tão importante quanto o voto para presidente. O Senado é a casa de leis da República, o palco dos grandes debates que determinam o rumo do país frente aos assuntos demandados pelo líder do executivo e pela opinião pública. E, nessa eleição, o eleitor de Mato Grosso escolhe dois terços dessa composição, elegendo seus representantes que militarão ou delimitarão o presidente eleito e o próximo também. Os mandatos dos dois Senadores que Mato Grosso vai escolher esse ano encerram em 2026. Das 3 cadeiras que Mato Grosso tem no Senado Federal, hoje duas são ocupadas por suplentes: José Medeiros, suplente de Pedro Taques e Rodrigues Palma, suplente de Blairo Maggi.

COMENTARIOS