Boa tarde, Terça Feira 19 de Fevereiro de 2019

Notícias dos Poderes

Juarez vai de Maia

| 01 de Fevereiro de 2019 as 12h 20min

Os deputados federais eleitos em 2018 tomam posse ao longo dessa sexta-feira (1). A Câmara Federal parece um formigueiro. São 513 deputados federais e cada um deles pôde levar até 4 convidados. Só ai já passou de 2,5 mil pessoas, mais imprensa, funcionários, etc.

No meio dessa multidão está o deputado federal eleito por Mato Grosso, Juarez Costa (MDB). O ex-prefeito de Sinop é uma das caras novas do Congresso Nacional, que nesse pleito teve a maior taxa de renovação dos últimos 30 anos.

O GC Notícias falou há poucos minutos com Juarez, que está na sessão solene. Às 18h de Brasília, os deputados da nova legislatura darão o seu primeiro voto. Cabe ao parlamento recém empossado eleger o presidente e a mesa diretora da Câmara Federal para os próximos 2 anos.

Juarez Costa abriu o seu voto. Ele disse que votará em Rodrigo Maia (DEM-RJ), atual presidente da Câmara e que busca a reeleição. Juarez revelou que o voto foi decidido em acordo com a bancada do MDB, que optou por garantir a continuidade de Maia, como forma de garantir a estabilidade e a ordem nesse novo parlamento.

Além de Maia, disputa a presidência e o atual primeiro-vice-presidente da Câmara, o deputado Fábio Ramalho (MDB-MG). Ele vai disputar como candidato avulso, uma vez que não tem o apoio do seu próprio partido. O MDB resolveu ficar com Maia.

Na mesma situação está o deputado Ricardo Barros (PP-PR), já que o PP declarou o voto em Maia.

O deputado João Henrique Caldas (PSB-AL), conhecido como JHC, que inicialmente sairia também como avulso, conseguiu o aval da sua legenda após fracassar uma articulação do PSB com outros partidos da esquerda para apoiar um candidato em comum.

Candidato pelo Novo, Marcel Van Hattem (Novo-RS) espera conquistar o voto dos parlamentares de primeiro mandato com um discurso de renovação.

Pelo PSOL, o candidato será Marcelo Freixo (PSOL-RJ), que fará seu primeiro mandato como federal.

O deputado General Peternelli (PSL-SP) entrou na disputa há poucos dias e não conta com o apoio oficial do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro. Já no início de janeiro, a legenda declarou o voto em Rodrigo Maia.

COMENTARIOS