Bom dia, Sábado 24 de Junho de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

O que seria de Leitão sem a Dilma?

GC Notícias | 28/05/2015 10:43

O deputado federal mais votado de Mato Grosso, Nilson Leitão (PSDB), tem um álibi. E dos grandes. Tudo o que Leitão não consegue fazer é culpa da Dilma. No ano passado o deputado fez festa, lançamento de pedra fundamental e um ‘auê’ na cidade com outdoor para anunciar a construção do batalhão do Exército em Sinop. Tudo certo, segundo o tucano. Leitão assegurava que já tinha destinado R$ 14 milhões para a construção da unidade, que custaria mais de R$ 50 milhões.

Essa seria a ‘grande ação’ de Leitão para Sinop. Puro papo. Esse dinheiro nunca esteve certo, tampouco garantido. Frente a frustração eminente da sua fala, o que Nilson faz: culpa a Dilma. Em entrevista a um site de notícia que Leitão frequenta muito, o deputado disse que a presidente cortou sua emenda de R$ 14 milhões para o Exército. De quebra aproveitou para dar aquela xingada básica na líder petista, para dar Ibope.

Esse é o modus operandi de Leitão. Quando algo que ele fala não acontece, a culpa é do governo federal. Mas quando o governo federal faz algo, como Embrapa ou o curso de Medicina na UFMT de Sinop, ai o mérito é todo dele. E já tem até aposta de onde será a próxima “carona”: BR-163.