Bom dia, Segunda Feira 20 de Novembro de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Política com a dor alheia

GC Notícias | 04/10/2017 17:03

Desde que o Hospital Regional de Sinop voltou a ser administrado pela Fundação de Saúde Comunitária de Sinop, em fevereiro de 2016 – quando encerrou a intervenção – existem problemas nos repasses financeiros. Além dos atrasos constantes nos pagamentos, o valor original do contrato – conforme a própria Fundação – é insuficiente para cobrir as despesas. Nessa matemática que nunca fecha, quem tem pagado a conta é a população de Sinop e região.

A Fundação fez vários apelos desde então. Em maio os gestores já haviam ameaçado suspender os atendimentos. Nesse tempo, funcionários e pacientes arcaram com os prejuízos da inércia do Governo do Estado. Foram 5 meses desde que o alerta vermelho foi ligado.

Agora, depois da sociedade civil organizada chegar ao ponto de bloquear a BR-163 em um ato de protesto, eis que surge o “salvador da pátria”. Como que sai da hibernação profunda, o deputado Nilson Leitão (PSDB), apareceu na manhã desta quarta-feira (4), dizendo que irá articular uma reunião com o governador para resolver o impasse do Hospital.

Nilson já fez isso com a Segurança Pública, com o Aeroporto e agora com o Hospital. O deputado, que deveria trabalhar em Brasília, se orgulha de ser o detentor da agenda de Pedro Taques quando o assunto é Sinop. Mas Nilson não usa esse poder de forma proativa, empenhando sua influência com o Governador para resolver os problemas antecipadamente. Ele espera que o caos se estabeleça para então aparecer com a figura política que trouxe a resolução.

Dessa vez foram pelo menos 5 meses acumulando corpos enfermos para utilizar como palanque eleitoral. Do alto dessa pilha de doentes e necessitados, Leitão fará o seu discurso se autopromovendo. Em seu entorno ainda aparecerão dezenas aplaudindo sua atuação.

 

A pergunta que fica é: o que o deputado irá dizer dessa vez?

Política com a dor alheia