Boa noite, Domingo 20 de Agosto de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Sinop sem secretário de Saúde

GC Notícias | 19/04/2017 11:19

Amanhã, quinta-feira (20), véspera do feriado do mártir da Inconfidência Mineira, o secretário de Saúde de Sinop, Manoelito Rodrigues entregará o seu cargo. A informação ainda é extraoficial e a prefeitura não se manifestou sobre o assunto, mas nos bastidores a situação é classificada como “irreparável”. Manoelito deixará a secretaria de Saúde, após 2 anos no comando da pasta. Ele foi um dos secretários da administração anterior conservados pela prefeita Rosana Martinelli (PR), justamente pela função que exercia a frente da Saúde.

Superlotada, com uma estrutura incompatível com o volume de atendimentos necessários, a Saúde Pública de Sinop é um amplo e complexo organismo que não permite falhas. Cada erro impacta diretamente na vida da população. Substituir peças importantes da sua gestão é o mesmo que fazer manutenção nos aparelhos de uma UTI enquanto o paciente está internado: se parar por um minuto, o resultado é morte.

Rosana, aparentemente, resolveu assumir o risco e deverá aceitar a carta de demissão que Manoelito protocolará nesta quinta. Não há uma razão oficial para a saída do secretário de Saúde. Mas sobram especulações.

O motivo tácito é justamente a vontade da prefeita de trocar as rodas da saúde com o carro andando. Conforme o GC Notícias informou no dia 7 de abril, a prefeitura de Sinop prepara um processo para a substituição da OSCIP que presta serviços para secretaria de Saúde (incluindo 100% da UPA). A morte registrada na unidade no ultimo dia 13 foi só um combustível para acelerar uma decisão administrativa interna que já havia sido tomada.

Rosana quer tirar a Adesco e contratar outra Oscip para tocar a saúde. Esse processo, pasmem, não passa pela secretaria de Saúde. É uma ação cunhada pela Procuradoria Jurídica e pela secretaria de Administração da prefeitura. Para Manoelito restou apenas assinar o processo pronto, como se fosse seu. Algo nada confortável, que vai na contramão das estratégias de Saúde traçadas pelo secretário nos últimos dois anos e que, possivelmente, foi a razão de sua saída.

Se o secretário da gestão Juarez Costa, conservado por Rosana por ser bom, realmente estiver saindo por que não concorda com a forma como a prefeitura está buscando uma nova Oscip, é preciso acender um sinal de alerta em torno desse processo. O que há de tão grave que faz um homem da saúde bater em retirada? Essa questão precisa ser respondida.

Seja por discordâncias ou por interferências em sua gestão, Manoelito deixa a Saúde e a equipe de governo de Rosana. É a segunda baixa na equipe da prefeita com menos de 4 meses de gestão. Por hora, o cargo deve ser incorporado pelo adjunto, Marcelo Klement, mas uma nova indicação deverá aparecer em breve.

Sinop troca a Oscip que concentra 30% dos serviços de saúde do município e o secretário, no mesmo momento. Resta torcer para que a pilota tenha braço suficiente para que a saúde não capote.