Boa noite, Domingo 26 de Maio de 2019

Notícias dos Poderes

''Voto de confiança''

| 27 de Fevereiro de 2019 as 09h 54min

Esse foi o termo utilizado pela prefeita de Sinop, Rosana Martinelli (PR), para categorizar a posição tomada pelos vereadores frente aos projetos que autorizam o município a contrair empréstimos no valor de R$ 99 milhões. Os 15 vereadores deram o aval para Rosana financiar R$ 31 milhões. Apenas 3 (Adenilson Rocha, Luciano Chitolina e Dilmair Callegaro), negaram os outros R$ 68 milhões. “Muito obrigada pela aprovação dos dois projetos. Obrigada pelo voto de confiança que a Câmara de Vereadores está dando para o Executivo”, disse a prefeita.

Rosana tem mesmo a agradecer. Ao utilizar o “nome limpo” de Sinop para pegar quase R$ 100 milhões em empréstimo, a atual prefeita consegue dar uma injeção de recursos e de ânimo no seu governo. Prestes a completar 26 meses de gestão, Rosana está longe de ser uma prefeita reconhecida pela energia com que executou obras, pelas grandes reformas administrativas ou mesmo pelo alto índice de aprovação junto a população. Tirando os dissabores relacionados à taxa do lixo, taxa de esgoto, aumentos tributários, o que sobra para Rosana, no imaginário popular, foram os uniformes das crianças da rede pública e a brega escolha de cores para pintar os prédio públicos.

Os R$ 100 milhões em obras, se a prefeita conseguir executar, vão melhorar significativamente sua biografia política. Ainda existe a possibilidade do negócio com o Assaí Atacadista vingar, consolidando assim um grande investimento na cidade e, por tabela, a construção de uma nova arena esportiva para cidade. Com as melhorias que estão em curso no aeroporto e em seu acesso, o possível início da Ferrogrão em 2020 e o começo das operações da Inpasa em julho desse ano, Rosana ainda tem chances de chegar no próximo ano carregando consigo um “ar de progresso” – que politicamente sempre caiu bem em Sinop.

Mas para isso é preciso conseguir gastar os R$ 99 milhões.

COMENTARIOS