Bom dia, Sexta Feira 24 de Novembro de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Ladrão cai em piscina após ser baleado por morador em MT

GC Notícias | 13/11/2017 12:19
Ladrão caiu na piscina após ser baleado
Ladrão caiu na piscina após ser baleado

Assaltante aparece correndo, escorrega e cai na piscina, onde morreu

Câmeras de segurança registraram o momento em que um assaltante tenta fugir e cai na piscina depois de ser baleado por um morador, em uma tentativa de assalto, em Poconé, a 583 km de Sinop. A situação ocorreu no sábado (11) e o morador, identificado como Wagner Wilton do Carmo, de 38 anos, chegou a ficar preso na delegacia, mas acabou liberado após audiência de custódia no domingo (12). Ele, que tem um revólver e porte de arma, atirou no peito do assaltante e o matou.

Nas imagens, divulgadas pela Polícia Civil, dois homens estão limpando a piscina no quintal da residência. Uma criança, que é filho do morador, chega ao local de bicicleta e alerta os funcionários que um assalto está ocorrendo na casa.

Depois disso, os funcionários e a criança se afastam e percebem que um dos ladrões está indo em direção ao quintal, logo após ser baleado. Com medo, as vítimas levantam os braços para cima e se rendem. O assaltante aparece no vídeo correndo e se desequilibra. Logo na sequência ele cai na piscina e se afoga.

 

 

GCNotícias+

O morador ficou preso na delegacia da Polícia Civil ao reagir a um assalto na casa dele e matar o ladrão no final de semana em Poconé. À polícia ele afirmou que agiu em legítima defesa. O morador contou que estava dormindo e ouviu a mulher gritando, alertando-o sobre o assalto.

Inicialmente o morador havia sido conduzido para a delegacia onde daria esclarecimentos sobre o caso. No entanto, o delegado, apesar de reconhecer a legítima defesa, optou por autuar o morador pelo crime de homicídio e encaminhá-lo para audiência de custódia.

O assaltante foi identificado como Patrick de Oliveira, de 19 anos. 

Segundo a assessoria do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), o juiz José Luís Leite Lindote, da comarca de Várzea Grande, concedeu liberdade ao morador. O magistrado não estabeleceu nenhuma medida restritiva ao comerciante.

No entanto, ainda de acordo com o TJMT, o morador pode responder pelo crime de assassinado, dependendo do ponto de vista do Ministério Público Estadual (MPE) de Mato Grosso.

Os dois homens entraram na casa e foram vistos pela mulher do morador, que já tinha acordado. Eles aproveitaram que o portão da residência estava aberto e invadiram o local. A mulher viu os dois ladrões e gritou alertando o marido sobre o assalto. Conforme a Polícia Civil, o marido estava no quarto, acordou, pegou um revólver calibre 38 e enfrentou um dos assaltantes.

O assaltante que estava armado foi baleado no coração, andou por alguns metros e caiu na piscina, no quintal da residência. O outro assaltante, ao ver a reação do morador e depois de ouvir o disparo, fugiu e não foi encontrado pela polícia.

 

Fonte: G1 MT