Boa noite, Quarta Feira 13 de Dezembro de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Oito são presos suspeitos de assaltar mais de 20 casas e empresas em Mato Grosso

GC Notícias | 06/12/2017 14:07
Oito são presos suspeitos de assaltar mais de 20 casas e empresas em Várzea Grande
(Foto: Polícia Civil de Mato Grosso/Assessoria)
Oito são presos suspeitos de assaltar mais de 20 casas e empresas em Várzea Grande

Todos os suspeitos têm antecedentes criminais

Oito integrantes de uma organização criminosa envolvida em vários roubos em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá a 469 km de Sinop, foram presos nesta quarta-feira (6) na operação ‘Coercere’, da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf). Segundo a Polícia Civil, o grupo roubou e furtou mais de 20 residências e empresas em Várzea Grande e no interior.

De acordo com a Polícia Civil, dois dos suspeitos, que atuam como líderes, comandam os ‘soldados’ do crime, que são gerenciados por um comparsa. Os três decidem os locais do cometimento dos crimes, por quantos revenderão cada produto furtado ou roubado, e o repasse para cada integrante do grupo criminoso.

Segundo as investigações, o suspeito Jefferson dos Santos Souza fornece todo o suporte ao bando, desde o transporte ao local até o monitoramento das imediações, como objetivo de proteger os comparsas e avisar da aproximação da polícia. Os integrantes também se revezavam nas ações criminosas, ora na linha de frente, executando, ora na retaguarda, providenciando o transporte, monitorando e viabilizando os compradores para os produtos subtraídos.

Os oito presos têm passagens criminais: roubos, furtos, tráfico de drogas, estelionato, adulteração, uso de documento falso, falsificação de documentos e porte ilegal de arma de fogo.

Em um dos três dos casos investigados, a polícia apurou que a associação criminosa foi responsável por um roubo praticado no dia 11 de outubro, em uma residência no bairro Mapim, em Várzea Grande. Na ocasião, três integrantes do grupo invadiram a residência, enquanto os demais comparsas ficaram dando cobertura do lado de fora.

O proprietário da residência é o presidente do bairro e dias antes havia realizado uma festa e arrecadado R$ 12 mil, para comemoração ao Dia das Crianças. Com a informação, o grupo, cujos integrantes são moradores da região e invadiram a residência.

Eles renderam a família e, com violência física, levaram todo o dinheiro, além de dois televisores, avaliados em quase R$ 3 mil, dois celulares e outros pertences.

Fonte: G1 MT