Bom dia, Sexta Feira 18 de Agosto de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Pizzaiolo que matou e queimou corpo de jovem em forno deve ser solto e usar tornozeleira em MT

GC Notícias | 03/08/2017 17:12
Weber Melquis Venandes de Oliveira foi condenado pelo crime em novembro de 2015
Weber Melquis Venandes de Oliveira foi condenado pelo crime em novembro de 2015

Weber Oliveira foi condenado a 17 anos de prisão pelo crime, que ocorreu em fevereiro de 2012

O pizzaiolo, Weber Melquis Venandes de Oliveira, de 28 anos, condenado a 17 anos de prisão por matar e queimar o corpo da jovem Katsuê Stéfane Santos Vieira, de 23 anos, em fevereiro de 2012, deverá ser solto e usar tornozeleira eletrônica. Na quarta-feira (2), o juiz Geraldo Fidélis, da Segunda Vara Criminal, concedeu a progressão de regime ao réu, que se encontra recolhido no Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC).

Weber é réu confesso e foi condenado, em novembro de 2015, a 17 anos e seis meses de prisão por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. Ele foi preso 10 dias depois de cometer o preso. Durante o julgamento dele, o pizzaiolo disse que era usuário de drogas desde os 16 anos e que consumia o entorpecente quase diariamente e que estava arrependido do que fez.

Segundo consta na decisão da justiça, Weber foi beneficiado com a progressão de regime após passar por uma avaliação psicossocial e apresentar um atestado de bom comportamento carcerário.

"No mais, observo que o reeducando apresenta ótimo comportamento carcerário comprovado pelo diretor do estabelecimento prisional em que se encontra segregado, bem como, realizado parecer psicológico, não foram apontadas notas desfavoráveis ao penitente", diz trecho da sentença.

Weber deverá passar por uma audiência admonitória na próxima terça-feira (8), quando então deverá colocar a tornozeleira eletrônica e será apresentado às regras que deverá seguir durante o cumprimento do restante da pena no regime semiaberto.

 

Fonte: G1 MT