Boa noite, Segunda Feira 17 de Junho de 2019

Polícia

Policial Civil de Sinop é preso acusado de matar Rurye Youssef

O caso de Rurye ficou conhecido no país depois da suspeita do envolvimento de um policial civil

Caso Rurye | 26 de Maio de 2018 as 15h 19min
Fonte: André Jablonski

Vítima do crime | Foto: Reprodução Facebook

Um mandado de prisão preventiva foi cumprido, na tarde deste sábado (26), contra um policial civil, de 33 anos, acusado de matar Rurye Perossi Youssef, aos 16 anos, em setembro de 2016. Segundo a  Corregedoria da Polícia Civil,  a adolescente não era o alvo do agente, que contou com a ajuda do primo para cometer o crime.

Rurye  foi assassinada com um tiro na nuca, por volta das 4 horas da manhã, em uma das ruas do bairro Recanto Suíço.  O envolvimento de um policial no crime era especulado desde dezembro do ano passado, quando a perícia constatou que as duas cápsulas encontradas na cena do crime pertencem ao lote distribuído a Polícia Civil.

Por meio de nota, a assessoria da Polícia Civil informou que o objetivo do agente era atirar contra um homem que estava no meio da multidão.  O policial teria deixado o local com o primo e retornado armado, disparando 4 vezes em direção ao aglomerado de pessoas. A assessoria ainda informou que o agente estaria embriagado e foi motivado por vingança ou tentativa de intimidar o rival.

W.C.A está preso na Delegacia de Polícia Civil de Sinop, no qual ocupava o cargo de escrivão. Ele aguarda a audiência de custódia ao lado do primo, que deverá ser encaminhado ao presídio Osvaldo Florentino Leite (Ferrugem), enquanto o policial será transferido para Cuiabá, onde a prisão especial concedida aos diplomados de curso superior.

COMENTARIOS