Bom dia, Segunda Feira 23 de Abril de 2018
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Suspeito de mandar matar personal trainer por ciúmes da mulher e suspeito da execução são indiciados em MT

GC Notícias | 03/04/2018 15:47
 Walisson Magno de Almeida (à esquerda) e Guilherme Dias de Miranda (à direita) estão presos
(Foto: Polícia Civil de MT)
Walisson Magno de Almeida (à esquerda) e Guilherme Dias de Miranda (à direita) estão presos

Os dois estão presos e devem responder por homicídio qualificado.

A polícia concluiu o inquérito sobre a morte do personal trainer Danilo Campos, de 28 anos, em novembro do ano passado em Cuiabá, a 469 km de Sinop, e indiciou Guilherme Dias de Miranda, de 35 anos, suspeito de ter encomendado o crime por ciúmes da mulher dele, e o suspeito da execução, Walisson Magno de Almeida, de 27 anos.

Conforme a Polícia Civil, o inquérito foi encaminhado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) nessa segunda-feira (2) ao Ministério Público Estadual (MPE).

Os dois suspeitos foram presos no dia 9 de março, em São Paulo, e transferidos no dia 16 de março a Cuiabá. Eles tiveram a prisão preventiva decretada.

Eles foram indiciados por homicídio qualificado.

A polícia informou que será instaurado inquérito complementar para identificar o segundo homem, que pilotou a motocicleta com o atirador, Walisson Magno, na garupa.

De acordo com a Polícia Civil, quando foram presos, eles já estavam com passagens compradas para fugir do país.

Segundo a investigação, Guilherme é conhecido pela agressividade e arrogância na convivência com outras pessoas. Ele já possui passagem por estelionato.

A mulher dele, Ane Lise Hovoruski, de 29 anos, que foi aluna na academia que o personal trabalhava, chegou a ser presa por suposto envolvimento no crime. A prisão ocorreu em Foz do Iguaçu.

Ane Lise, no entanto, teve a liberdade concedida pela Justiça.

De acordo com a Alana Cardoso, da DHPP, Danilo e Ane Lise tiveram um relacionamento extraconjugal entre os meses de agosto e setembro de 2017.

O assassinato

Danilo é filho do vereador Nilo Campos (DEM), de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá a 469 km de Sinop. Segundo a Polícia Militar, o personal foi encontrado caído fora do veículo dele, na noite do dia 8 de novembro de 2017.

Fonte: G1 MT