Bom dia, Quarta Feira 20 de Março de 2019

Polícia

Zeladora denuncia patroa por racismo em Sinop

A zeladora procurou a Delegacia de Polícia Civil para denunciar o caso

Racismo | 03 de Julho de 2018 as 17h 25min
Fonte: André Jablonski

Delegacia de Polícia Civil | Foto: Arquivo GC Notícias

Uma zeladora, de 33 anos, de uma empresa terceirizada, denunciou na Polícia Civil um crime de preconceito racial sofrido na tarde de ontem (02), durante uma prestação de serviços em uma macenaria em Sinop. A empregada contou que foi obrigada a passar desodorante depois de ser chamada de “preta fedida” pela dona do local.

A zeladora contou que durante o trabalho, a acusada a chamou em uma sala e pediu para passar desodorante. “Perguntei se tinha algum problema, ela disse que não, mas que pessoas de tom preto costumam feder”. contou a empregada.  

A denunciante relatou que pegou o desodorante, entretanto, a proprietária pegou de volta e passou o produto no corpo da mulher.

A denúncia de racismo contra a zeladora deverá ser investigada pelo Delegado Carlos Eduardo da Polícia Civil. A acusada deve ser intimada a prestar depoimento.

COMENTARIOS