Bom dia, Terça Feira 23 de Janeiro de 2018
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Câmara devolve R$ 1 milhão para prefeitura

GC Notícias | 27/12/2017 19:39

Sobra do orçamento da Câmara deve ser aplicada em obras de pavimentação

A Câmara de vereadores de Sinop irá devolver R$ 1.014.251,36 para prefeitura municipal. O dinheiro é referente a sobra de recursos no orçamento do legislativo municipal, no ano de 2017. Por lei, a Câmara deve devolver ao executivo municipal, ao final de cada exercício fiscal, o saldo financeiro excedente.

Apesar da verba indenizatória mensal, no valor de R$ 5 mil por vereador, dos gastos com a reforma do telhado do prédio da Câmara, orçada em R$ 640 mil, e a devolução de R$ 145 mil para a prefeitura, já feita ao longo do ano, restaram no “caixa” do presidente Ademir Bortolli (PMDB), pouco mais de R$ 1 milhão.

A devolução é uma exigência legal. Como barganha política, é comum que o presidente da Câmara indique ao gestor do Executivo um destino para aplicação dessa sobra anual de recursos – que podem ser gastos de qualquer foram. Bortolli escolheu gastar com asfalto e tubulação. “Propomos que o dinheiro seja investido em pavimentação asfáltica e tubulação na Estrada Jacinta e pavimentação asfáltica no Setor Industrial Norte, nas ruas Ipomeias e restante da Criselíneas e Colombinas. Nós temos como fazer essa sugestão, mas a prefeitura tem a prerrogativa de usar o dinheiro como decidir”, explicou o vereador.

Bortoli alega que a devolução é possível devido a economia feita durante o ano. Como exemplo, ele cita aproximadamente R$ 100 mil só com energia elétrica após a troca de lâmpadas incandescentes por LED, o corte dos telefones celulares dos vereadores que eram pagos pela Câmara, redução no consumo de papel com a disponibilização da pauta das sessões online e a redução com a folha de pagamento, já que não foram preenchidos todos os cargos comissionados que constam no lotacionograma.

Além da obra no telhado da câmara, Bortoli já contratou com o orçamento de 2017 o projeto para instalação de energia solar em 2018, o projeto estrutural da garagem, com capacidade para suportar 12 toneladas de placas solares, além do próprio peso, e as caixas de som especiais para melhorar a acústica do plenário.

O orçamento da Câmara para o ano de 2017 foi de R$ 12,6 milhões.

Fonte: Jamerson Miléski