Boa tarde, Segunda Feira 22 de Abril de 2019

Política

Com a casa cheia, deputados federais tomam posse

Parlamentares foram chamados um a um para confirmar compromisso de cumprir a Constituição

Sessão Solene | 01 de Fevereiro de 2019 as 12h 05min
Fonte: Redação

Luis Macedo/Câmara Federal

A Câmara dos Deputados empossou nesta sexta-feira (1º), em uma cerimônia no plenário principal da Casa, os deputados federais eleitos em outubro passado.

A legislatura que começa nesta sexta-feira tem o maior percentual de novatos e de mulheres em mais de 30 anos. O número de partidos com assento na Casa também é recorde: são 30 diferentes legendas representadas na Câmara a partir de agora.

A sessão de posse dos deputados foi conduzida pelo presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ). À frente da Câmara desde 2017, o parlamentar do Rio de Janeiro tentará a reeleição ainda hoje, em votação que definirá quem irá presidir a Casa nos próximos dois anos.

A eleição interna está marcada para as 18h. Também nesta sexta-feira, os deputados vão escolher os demais integrantes da Mesa Diretora, cargos como vice-presidente e secretários.

Na sessão de posse dos deputados, Rodrigo Maia fez a leitura do compromisso solene dos parlamentares, previsto no regimento interno da Câmara: "Prometo manter, defender e cumprir a Constituição, observar as leis, promover o bem geral do povo brasileiro e sustentar a união, a integridade e a independência do Brasil".

Um a um, os deputados foram chamados pelo nome para irem até um dos microfones no plenário confirmar o juramento. Os primeiros são os da região Norte e os últimos, da região Sul.

Ao serem chamados, respondiam: "Assim o prometo". O ritual oficializa o início do mandato parlamentar, que terá duração até 31 de janeiro de 2023.

Os deputados empossados não puderam fazer discursos. Quem não compareceu a cerimônia terá prazo de até 60 dias para tomar posse durante qualquer outra sessão do plenário.

O cerimonial da Câmara autorizou cada deputado a trazer quatro convidados. No plenário, os novos parlamentares faziam fotos e vídeos acompanhados da família.

Maia pediu ainda um minuto de silêncio em homenagem ao deputado eleito Wagner Montes (PRB-RJ), que morreu poucos dias antes de tomar posse.

COMENTARIOS