Bom dia, Sexta Feira 28 de Julho de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Governador promoverá churrasco em Brasília

GC Notícias | 22/03/2017 16:30
Mayke Toscano

Em protesto a operação Carne Fraca, Taques fará um churrasco para 200 pessoas

Picanhas e filés, devidamente grelhados em uma churrascaria da capital federal. Essa foi a forma escolhida pelo governador de Mato Grosso, Pedro Taques (PSDB), para protestar contra a operação da Polícia Federal, “Carne Fraca”, deflagrada na última sexta-feira (17).

O churrasco de protesto será oferecido para 200 pessoas, no dia 5 de abril. No cardápio, apenas carnes produzidas em Mato Grosso. Nesta terça-feira (21), Taques já apresentou um aperitivo do que será servido. Em um encontro com o presidente da República, Michel Temer (PMDB), Taques entregou uma caixa com picanha de Mato Grosso, com selo Imac, que atesta a qualidade do produto, dentro de rigorosos padrões de produção e controle de qualidade. O presidente da Frente Parlamentar do Agronegócio, Nilson Leitão, os secretários Wilson Santos e Kleber Lima acompanharam o governador na audiência.

A pauta do encontro foi a crise do setor pecuário. O presidente expôs as medidas que estão sendo tomadas para reverter os efeitos negativos nas exportações de carne, após a operação, que prendeu fiscais do ministério da Agricultura e alguns representantes de empresas que industrializam alimentos, acusados de irregularidades.

Mato Grosso é o principal criador de gado (cerca de 30 milhões de cabeças) e pode sentir os reflexos das decisões de alguns países de suspender a compra de carne brasileira até que se esclareça o caso. China e países europeus anunciaram a suspensão na compra de carne de Estados onde foram constatados problemas. A operação não foi feita em Mato Grosso.

O Governo do Estado não informou quem irá pagar a conta do “churrasco de protesto”.

Fonte: Redação