Boa tarde, Domingo 19 de Agosto de 2018
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Juarez Costa confirma pré-candidatura para deputado federal

GC Notícias | 13/07/2018 16:56

Ex-prefeito de Sinop é apontado como um dos nomes fortes do MDB para a disputa

Depois de semanas de especulação e até clamor de lideranças políticas, o ex-prefeito de Sinop, Juarez Costa (MDB), confirmou sua pré-candidatura para deputado federal. A afirmativa foi feita em primeira mão ao GC Notícias na tarde desta sexta-feira (13), durante uma reunião com o deputado estadual Silvano Amaral, o vice-prefeito Gilson de Oliveira e os vereadores Tony Lennon e Remídio Kuntz, todos do MDB.

Essa será a 6ª vez que Juarez disputará uma eleição. Ele começou como vereador no ano 2000, passando pela Assembleia Legislativa do Estado em 2006 e sagrando-se como prefeito de Sinop entre 2009 e 2016. À frente de uma gestão que conseguiu atrair muitos investimentos externos à Sinop, Juarez acumulou capital político, sendo considerado um dos principais quadros do partido no Estado. Ao longo das últimas semanas, lideranças do MDB clamaram pela candidatura de Juarez. Tony Lenon e Hedvaldo Costa fizeram, em tribuna, um apelo para que o ex-prefeito colocasse seu nome a disposição para, mais uma vez, contribuir com Sinop.

Ao GC Notícias, Juarez disse que os pedidos o fizeram aceitar o desafio. “Não são apenas os companheiros de política que cobram minha presença nessa eleição. Pessoas comuns, sem envolvimento político, estão pedindo para que eu seja candidato. Esses dias estive reunido com um grupo de empresários de Colíder e eles me perguntaram se eu tinha noção do que eu representava para a região. Me senti na obrigação de, pelo menos, ser candidato”, comentou Juarez. Em dezembro de 2016, quando deixava a prefeitura, o GC Notícias perguntou das pretensões futuras de Juarez para a política. Ele havia respondido: “Na política, depois de certo ponto, a gente não se manda”.

Para o deputado Silvano Amaral, Juarez chega no processo como um dos favoritos à Câmara Federal. O deputado, que endossa a candidatura, disse que partilhará das suas bases eleitorais, em 60 municípios, apoiando a eleição de Juarez. “A simples presença de Juarez na disputa levará muitos eleitores às urnas que, talvez, tenham deixado de votar na última eleição”, comenta o deputado.

O vice-prefeito, Gilson de Oliveira, disse que a presença de Juarez na política é imprescindível para Sinop. “Ele foi o deputado estadual que mais trouxe recursos para região. Como prefeito, foi o que mais buscou recursos para Sinop. Agora, como deputado federal, ele será a liderança que mais trará recursos para a região como um todo. Eu não tenho dúvidas disso”, frisou Gilson.

Segundo Juarez, a proposta é exatamente essa. Quando prefeito, Juarez rumava a Brasília com um projeto embaixo do braço e buscava o apoio de um deputado ou senador para transitar nos ministérios e apresentar seus pedidos de recurso. Como deputado, Juarez pretende fazer ele mesmo esse papel. “Eu aprendi que o mais importante não é ter uma audiência com o ministro. Na maioria das vezes é muito mais é eficaz procurar o segundo ou terceiro escalão de um ministério, que são aqueles servidores com conhecimento técnico, de carreira, que ajudarão a viabilizar um projeto. Esse será meu foco”, explica o ex-prefeito.

Juarez também quer fazer a função legislativa. Ele disse que enquanto prefeito sentiu que a legislação, muitas vezes, obstruem o trabalho do executivo municipal, engessando os municípios. A saída, segundo ele, não é violar a lei e sim alterá-la. Ele citou como exemplo o limite prudencial, um drama do seu governo e de muitos outros prefeitos no Estado. A legislação permite que, no máximo, 54% do orçamento seja gasto com recursos humanos, sendo que a partir de 51% todas as contratações ficam suspensas. Para Juarez, essa regra trava o crescimento dos municípios mais jovens, como é o caso de Sinop, em que a demanda por serviços públicos como saúde e educação cresce mais do que a arrecadação. “Uma saída seria aprovar uma legislação federal que setorize o orçamento. A Constituição determina que 25% seja destinado para Educação, então, esse orçamento passa ser integral da educação, não contabilizando no restante do orçamento municipal. O mesmo para saúde. Separado esses valores, o município passa a ter o orçamento geral, do qual pode ser aplicada essa norma do limite de 54% dos gastos”, argumenta Juarez. Essa medida “libertaria” as prefeituras, já que em geral, na educação, 70% do orçamento é destinado à folha de pagamento. Portanto, a norma impede o aumento do salário dos professores (porque impactaria no limite prudencial), e precariza os demais serviços públicos, que ficam sem lastro para fazer contratação de pessoal.

Juarez é um dos nomes de Sinop que se apresentaram para disputar uma das 8 cadeiras para deputado federal em Mato Grosso. Dilmair Callegaro (PSDB) também concorre a vaga. Em Sinop o Partido Novo tem 9 pré-candidatos à federal:Emerson Ribeiro, Eduardo Dossa, Andrea Adorno, Feliciano Azuaga, Juliana Lobo, Marcos Fernandes, Vanessa Tomizawa, Marcelo Garcia e Roberta Lange. Tony Lennon, que havia se colocado, retira-se para apoiar Juarez.

Fonte: Jamerson Miléski