Bom dia, Domingo 17 de Novembro de 2019

Política

Liberação de recursos da Defesa para o ‘Calha Norte’ beneficiará 65 municípios

Auxílio | 01 de Novembro de 2019 as 10h 23min
Fonte: Assessoria

O senador Wellington Fagundes (PL-MT) foi ao Ministério da Defesa, nesta semana, para tratar da liberação de recursos para o programa Calha Norte, que é imprescindível ao desenvolvimento de 65 municípios de Mato Grosso. Em audiência com o ministro Fernando Azevedo e Silva, Wellington lembrou que, quando foi relator setorial da área da Defesa e Justiça para o Orçamento do ano passado, focou principalmente na segurança das áreas de fronteira.

“À época, busquei os maiores entendimentos entre as forças armadas - Exército, Marinha e Aeronáutica - pelo bem do país, principalmente nas regiões de faixas de fronteira, protegendo nossa população de ilícitos que vão desde a entrada de drogas e armas, aos incêndios criminosos, com degradação ambiental”. Enquanto relator, Wellington entrou em acordo com o então relator-geral, e alocou recursos em emendas para o programa Calha Norte.

“Agora, precisamos que estes recursos sejam, de fato, liberados. A nossa região amazônica, como um todo, é grande e relativamente desprotegida. Por isso, as Forças Armadas têm um papel fundamental de integração, para garantir sua segurança e torná-la reconhecida internacionalmente”, alertou o senador ao ministro.

Segundo o parlamentar, o Calha Norte é um grande programa que tem dado muito certo, assim como outros programas de sucesso que envolvem as forças armadas e as polícias Federal, Civil e Militar. “É o exemplo do SISFRON, ao qual também alocamos recursos e que dá respostas imediatas no combate ao narcotráfico, na guarda das nossas fronteiras e na assistência social”, destacou.

No caso do Calha Norte, o atendimento aos 65 municípios diz respeito às obras de infraestrutura, asfalto, calçadas e galerias, melhorando a urbanização em uma parceria com outros parlamentares e prefeitos, fazendo jus à figura de Wellington enquanto líder municipalista no Congresso.

Outro pleito levado ao ministro Fernando Azevedo diz respeito à ampliação da presença do Exército em vários municípios, no que concerne aos programas sociais. “E aí conversamos sobre a possibilidade de ampliação do programa PROFESP, o programa Forças no Esporte, que certamente conferirá aos nossos jovens o desenvolvimento esportivo e social que tanto necessitam”, finalizou Fagundes.

COMENTARIOS