Bom dia, Quinta Feira 02 de Julho de 2020

Política

Vereador propõe anel viário para desafogar a BR-163

Projeto é para que a Avenida André Maggi seja uma rota de acesso para o trânsito leve

Sinop | 29 de Junho de 2020 as 16h 54min
Fonte: Jamerson Miléski

Com o fluxo cada vez mais intenso na BR-163 em Sinop, a cidade volta a pensar seu planejamento urbano. Uma das propostas recentes foi apresentada pelo vereador Billy Dal’ Bosco (DEM).

A sugestão foi formalizada através da indicação 235/2020, que tem como co-autora a vereadora Maria José (MDB). “Seria um mini anel viário, de fácil execução, que ajudaria a diminuir o fluxo de veículos, em especial o tráfego levem da BR-163”, explica Billy.

A ideia é conectar a maior avenida da cidade, a André Maggi, à BR-163. No eixo norte, a avenida seria estendida até o trevo da MT-423, que dá acesso ao município de Cláudia. A parte Norte da Avenida André Maggi é uma região em plena expansão urbana, com novos loteamentos sendo implementados e o traçado desse mini-anel viária daria contornos para essa ocupação imobiliária.

Já na parte sul, a Avenida André Maggi seria conectada a Avenida Joaquim Socreppa. “Esse anel viário é pensado para atender as pessoas da região que vem para Sinop. Facilitaria o acesso à cidade, que já não se concentra mais apenas na BR-163. Não é um anel viário voltado ao tráfego pesado. Esse continuaria ocorrendo na rodovia federal”, explicou Billy.

Para o vereador, agora cabe a prefeitura elaborar o projeto para que seja possível dimensionar sua aplicação e os custos. Segundo ele, o assunto já foi tratado com o deputado estadual Dilmar Dal’Bosco (DEM) e o deputado federal Juarez Costa (MDB), que se colocaram a disposição para buscar recursos. “O projeto é o primeiro ponto. Se a parte sul da Avenida André Maggi, onde sabemos que tem uma grande erosão, se mostrar muito caro, avaliamos uma segunda opção, como a Avenida das Andorinhas, onde existe interesse do loteador em colaborar. Mas na parte norte, seria fundamental essa ligação na altura do trecho de Claudia”, pontuou Billy.

 

Logística pesada

Billy também participou da discussão em torno de um projeto para um anel viário voltado ao tráfego pesado. O assunto foi aberto no final de janeiro desse ano quando o vice-governador Otaviano Pivetta esteve na cidade. O projeto mira o fluxo de veículos que chegam a cidade pela MT-222, que liga Sinop a Ipiranga do Norte e Tapurah. Caminhões com grãos, gado e toras utilizam essa rodovia, que a cada dia tem mais fluxo urbano. É por essa via que se acessa o centro de pesquisa da Embrapa, o Aeroporto, os condomínios fechados de alto padrão, além de duas universidades.

Nesse projeto, o tráfego pesado seria desviado por um anel rodoviário, que conectaria a MT-222 a estrada Ângela, na parte sul de Sinop. Os veículos de carga, dessa forma, acessariam a BR-163 sem precisar passar pela região central da cidade. Para as cargas que vão para o Norte, o acesso seria através de uma alça na já existente Estrada Nanci, que leva até a MT-220.

Esse projeto também teve o apoio de Dilmar e Juarez, além da simpatia do vice-governador.