Bom dia, Quinta Feira 29 de Junho de 2017
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Vereadores aprovam moção de repúdio ao governador do Estado

GC Notícias | 21/03/2017 13:24

Atraso nos repasses aos hospitais e forma ríspida do governador com os vereadores motivou monção

A câmara municipal de Sorriso aprovou nesta segunda-feira (20), uma monção de repúdio ao governador Pedro Taques (PSDB). Os vereadores estiveram em Cuiabá e foram recebidos no Palácio Paiaguás há 30 dias, quando reclamaram dos atrasos no repasse ao hospital regional da cidade e, segundo informações, foram recebidos de forma ríspida.

O Hospital de Sorriso atende os municípios de, Feliz Natal, Ipiranga do Norte, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Nova Ubiratã, Santa Carmem, Sinop, Santa Rita do Trivelato, Tapurah, União do Sul, Vera, Cláudia, Lucas do Rio Verde e Nova Maringá.

Durante a 6ªsessão ordinária, realizada ontem, os vereadores Bruno Delgado (PMB), Claudio Oliveira (PR), Damiani da TV (PSC), Dirceu Zanatta (PMDB), Fábio Gavasso (PSB), Mauricio Gomes (PSB), Prof.ª Marisa Neto (PTB), Prof.ª Silvana Faccio, votaram a favor da moção de repúdio ao governador do estado.

Já os vereadores Acácio Ambrosini (PSC), Toco Baggio (PSDB), e Marlon Zanella (PMDB), se abstiveram da votação.

 

A Moção de Repúdio foi aprovada por conta das seguintes questões:

a) Pelo não repasse de recursos financeiros ao HRS conforme acordado na audiência no dia 21/02/2017 com as lideranças da Região de abrangência do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região do Teles Pires;

 

b)Pela forma ríspida e prepotente que recebeu e tratou as mais de 150 (cento e cinquenta) lideranças na reunião do dia 21/02/2017;

 

c)Pelas morte e sequelas causadas em pacientes em razão da falta de insumos e atendimentos;

 

d)Pela falta de atendimento ambulatorial;

 

e)Pela falta de cirurgia eletiva há quase 01 (um) ano, onde pacientes não conseguem realizar simples exames e cirurgias;

 

f)Pela precariedade nas infraestruturas, equipamentos e materiais do HRS .

 

A audiência com o Governador ocorreu no dia 21 de fevereiro de 2017. Na ocasião, foram apresentados documentos com os problemas do HRS e reivindicado pelas lideranças presentes (mais de 150 pessoas) a solução do problema. O governador, juntamente com sua equipe técnica, recebeu os representantes dos municípios e do HRS.

 

Durante a audiência o governo do Estado havia se comprometido de repassar imediatamente um montante de recursos, ou seja, o pagamento de três milhões cento e setenta e oito mil reais ao Hospital Regional de Sorriso na quarta-feira (22/02/2017) referente aos repasses do mês de outubro. No dia 21/02/2017 (terça-feira), o Secretário de Saúde João Batista informou que o Governo pagou três milhões, novecentos e oitenta mil reais e que na quinta-feira (02/03/2017), após o carnaval, o Estado iria depositar para o HRS o valor de oito milhões de reais relativos aos repasses pendentes dos meses de novembro e dezembro/2016. Isso, até o momento, ainda não foi efetivado.

Fonte: Redação com Assessoria