Bom dia, Sábado 21 de Julho de 2018
Saúde Coluna Social Classificados Sobre o Site Fale Conosco

Vereadores deixam cargos, prefeito tem um novo líder e suplente assume

GC Notícias | 06/03/2018 10:07

Sessão é marcada por uma reorganização de funções dentro do legislativo

 

Mudanças significativas na formação do legislativo municipal ocorreram na sessão desta segunda-feira (5), da Câmara de Vereadores de Sinop. A principal foi a renúncia de dois membros da mesa diretora, eleita em janeiro de 2017. Formada por 5 vereadores, a mesa diretora tem a função de administrar o poder legislativo, sob o comando central do presidente, no caso, o vereador Ademir Bortolli (MDB).

Lindomar Guida (MDB), que ocupava o cargo de 2º vice-presidente, anunciou que irá renunciar ao posto. Segundo ele, o motivo é a busca por mais liberdade e autonomia para fiscalizar a gestão.

O vereador Toni Lennon (MDB), também renunciou ao cargo de 2º secretário da mesa diretora. O vereador disse que pretende trilhar o seu próprio caminho dentro do legislativo municipal.

Segundo o presidente da Câmara, Ademir Bortoli, a decisão de deixar a mesa diretora foi uma posição exclusiva dos vereadores. “Essa é uma decisão deles, anunciada na tribuna, que eu desconhecia. Esse é um poder democrático e cabe a cada um decidir sobre sua posição”, declarou Bortoli, informando que apesar do desmantelamento da mesa diretora, ainda possui o apoio da maioria dos membros do legislativo.

Caso a renúncia seja oficializada, o presidente terá que convocar uma nova eleição para estes cargos vagos, o que deve acontecer nas próximas sessões.

 

Outras mudanças

A vereadora Professora Branca (PR), escolhida como líder da prefeita Rosana Martinelli (PR), na Câmara, deixou o posto. O novo líder do executivo é Joacir Testa (PDT), eleito pela coligação que teve como candidato a prefeito Dalton Martini (PP), adversário da prefeita eleita. Testa começa sua nova função representando o prefeito em exercício Gilson de Oliveira (MDB), que comandará o executivo municipal durante a licença da prefeita Rosana. “Meu trabalho como líder será de buscar o entendimento entre vereadores e o executivo, atendendo e trazendo soluções para os problemas. Como líder não estarei ‘aliviando’ as falhas da gestão, me manterei cobrando e apontando soluções”, ressaltou Testa.

Outra mudança no legislativo municipal foi a posse do suplente Célio Garcia (DEM), o único vereador do Democratas na atual legislatura. Célio já havia feito uma passagem relâmpago pela Câmara, quando assumiu o cargo por uma sessão, na votação do processo de cassação do mandato do vereador Fernando Brandão. Agora Célio terá 32 dias para atuar na função. Ele ocupa a cadeira do vereador Luciano Chitolina (PSDB), que se licenciou da Câmara afim de dar oportunidade ao suplente.

Fonte: Jamerson Miléski